TRADUTOR

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

*A Trindade e a mexerica




Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.
Mateus 28. 19


A mexerica é um fruto que se divide em vários gomos, todos eles possuem sabor, a mesma cor e o mesmo cheiro, todos semente, em resumo todos são iguais. Porém cada um deles é um gomo em individual, mesmo que a laranja também possua gomos, mas, só os gomos dela é que tem a capacidade de se dividirem sem perder a sua integridade( você até pode fazer isso com a laranja, mas, exige-se uma certa técnica e cuidado, porém a mexerica, não precisa disso). Porém todos eles são unificados por uma casca, e são grudados uns aos outros, mas, são cada um, um gomo em individual. Você pode entender isso? Você pode aceitar que são o mesmo fruto? Você pode compreender que, olhando para a mexerica como um todo você tem apenas uma mexerica e não várias? Única e suficiente em si. Mas, olhando a mexerica, pelo ângulo dos gomos, você vê que ela se divide, em vários e iguais gomos, os quais são totalmente iguais, mas, pessoais e vários?
Assim é a Trindade, um Deus, três pessoas individuais. Não é a mesma coisa que três deuses. A Bíblia nos expõem Jesus, no Evangelho de João 14.16, dizendo. "Eu rogarei ao Pai, para que voz, envie outro consolador". Jesus não precisava e nem carecia de encenar, quantas vezes nos evangelhos ele disse que fazia a vontade do Pai? Se segundo os unicistas, Jesus, o Pai, e o Espírito Santo, são a mesma pessoa, outros dão outras explicações, como o fazem as testemunhas de Jeová, porém se Jesus é a mesma pessoa do Pai, por que ele falava do Pai, que incoerência é esta?E por que falava com o Pai em oração, como o fez no jardim do Getsêmani?
Não são três deuses, embora pareça, mas a unidade e cumplicidade diz o contrário. Pois nosso conceito de Deus, vem dele, segundo Paulo em Romanos 1, os homens criaram outros deuses, com base na noção que tinham do verdadeiro. Ao abandonarem o verdadeiro Deus, para suprirem a necessidade e a falta dele, criaram os primeiros falsos deuses, dai veio uma ploriferação, mas, no início não foi assim. No entanto como o homem adaptou o Deus eterno, a figura dum limitado deus humano (como o faz até hoje), é natural que seu conceito natural sobre o verdadeiro Deus ficou comprometido, por que tal como o deus é aquele que o adora. Todavia o nome Deus veio dele, o primeiro, original e verdadeiro, como não poderia esquecer de dizer único; mas, em
três pessoas, ai vem a pedra de tropeço dos unicistas.
Precisamos olhar Deus muito além de pessoa( gomo), mas, também como Deus( mexerica); ou seja Deus é único, mas, coexistente em
três pessoas distintas, e o fato de ser Deus um isso não anula as suas particularidades, a comparação com a mexerica é apenas no tocante ao fato de Deus ser um e ser três pessoas que compõem esta unidade, todavia existe na particularidade como pessoa diferenças entre os três, mas, o propósito e o ser um só coração é que acima de tudo os torna um. Agora quando falamos que Jesus é Deus, o Pai é Deus, e o Espírito Santo é Deus, não estamos dizendo que são três deuses separadamente, mas, que são Deus, pois o atributo da unipresença, coexistente nos três faz, com que estejam sempre presentes, onde um está pela unipresença o outro também. Da mesma forma como os gomos da mexerica, são indiduais mas, unidos.
São três gomos grudados, isto endossa o fato de Jesus dizer, " quem vê a mim vê o Pai", não são por ventura os gomos iguais? E onde um está os outros dois estão unidos.


OBS: Esta ilustração como muitas, não explica a trindade,  em todos os aspectos, mas, é válida para uma compreensão básica sobre o assunto.Quando falo isso digo porque existe dúvidas mais profundas sobre o assunto, que talvez mesmo lendo este texto você ainda permaneça com elas. Mas, leia a palavra e deixe que o Espírito Santo que conhece o coração de Deus(1 Coríntios 2.9-16) te revelar no tempo certo os segredos do seu coração.

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...