TRADUTOR

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Escândalo

-->
As quatro inquidades destacadas do séc.XXI
Parte II
Escândalo 
1ª Iniquidade listada por Jesus:
“Neste tempo muitos serão escandalizados”

No mundo em que vivemos é difícil não escandalizar e não ser escandalizado, devido a tão grande multidão de filosofias cristãs no meio do cristianismo, no meio de tantas confissões de fé antagônicas. Mas sobre isso Paulo já discorria, quando argumentou em Romanos 14, sobre as crenças particulares pensamentos individuais de cada cristão. Mas quando Jesus dizia de escândalos, ele falava de um pecado que é um ato voluntário, onde uma pessoa resolve agir com violência contra a fé e a consciência de seu próximo. Paulo dizia, se a carne escandaliza meu irmão, não comerei; estes não possuem um pingo de temor, pela alma do irmão, se sabem que algo contraria o irmão, não só fazem, mas, tocam trombeta. (1 Coríntios 8.13)
Primeiramente este ato é contra a fé do próximo. E que tipo de fé? Contra as convicções, sabe todas as pessoas possuem suas convicções diante de Deus, as convicções são aquela luz de razão lançada sobre a mente humana, mesmo as mais simples, que permite com que a pessoa esteja inabalável na sua confiança em Deus, ou mesmo com o próximo ou consigo mesmo. Quando alguém faz, ou diz algo que é como um machado sobre a raiz das convicções daquela pessoa, isso a destrói, torna a incrédula, insegura. Lembra daquele pai que foi até Jesus com seu filho lunático?(Marcos 9.23,24) O que será que aconteceu, para que sua fé estivesse abalada?Pode não ser o caso, mas, não surpreenderia se na realidade o fosse, pois é isso o que acontece, as pessoas simples são muito crédulas, mas, muito facilmente se escandalizam e tem a sua fé com isso abalada ou mesmo profundamente, abalada.
E quem são as pessoas capazes de fazer estes estragos?São aquelas que estão no foco de referencia do povo, são estimadas, apreciadas pelas pessoas, por que como diz o criador do Spiderman, ou do filósofo de onde ele tirou isso, “grandes poderes, vem com grandes responsabilidades”. Quanto maior for o teu destaque, maior for o teu poder de influencia, maior como cristão deve ser o teu temor para com Deus, para viver piedosa e dignamente, ser obreiro aprovado o qual não tenha do que se envergonhar.
Por que querendo ou não você é poderoso, para causar grandes estragos, e nunca foi tão grande e terrível a massa de estragos, que cantores e pregadores, pastores, padres, políticos, líderes religiosos, figuras em destaque no geral tem feito. As pessoas já discriminavam os artistas de teatro e TV e cinema, por serem libertinos, mas, políticos e até mesmo ministros de Deus (ou pelo menos nos que deveriam ser)?E é tão grande os escândalos, e a mídia tem prazer em anunciar. (Salmo 11.3)
O escândalo também é um pecado contra a consciência (1Coríntios 10.22-33). Quando você induz uma pessoa a ir contra o crédulo dela, contra aquilo que ela crer ser errado, quando você contamina a consciência de um simples, fazendo o achar, que pode desfrutar das coisas da carne, dos sacrifícios aos ídolos, e honrar aquele ídolo assim o fazendo, você esta pecando contra a consciência dele. A respeito disso Paulo indaga; “Por que a minha liberdade deve ser julgada pela consciência de outro?”
De maneira nenhuma, mas, se você é um referencial, então deve se portar de modo a que os simples não tropecem por sua causa. Por quê? Por que são simples, não possuem discernimento, eles não entendem o que você faz, e até que o entendam, muito já foi feito. E é por que você tem entendimento, que você deve ser cauteloso em suas atitudes e decisões (I Coríntios 8.1-3,9-1214.20). É necessário dizer que você pode ter entendimento e discernimento em alguma coisa, mas, em outra você ser simples.
Não é preciso dizer que em nosso tempo presente, é mais do que comum as pessoas, que se portam de modo indiferente para com o próximo. Acontece é que o simples não interpreta bem as coisas, e se ele vê alguém de referência, para sua vida cometendo algo (o qual na realidade pode até mesmo não ter nada há ver, ou não ser errado), que aos seus olhos aparenta-se com algo comum na sua antiga vida (vida sem Cristo). Poderá o tal interpretar erroneamente o que viu, e continuar com tal prática (ou seja, pensar que pode voltar a fazer o que fazia antes).
Paulo em Romanos 14.22,23; diz sobre isso, sobre pessoas que fazem algo contrário aquilo que crêem contrário a sua consciência. Eles fazem isso é porque muitas vezes são seduzidas, por meio de pessoas que sendo referencial delas, as escandaliza e elas por serem simples fazem por que seu referencial fez. Como assim a escandaliza?
Tendo aquele que é referencial poder de influencia sobre ele, o escandaliza por que não convence o seu próximo de que o que faz não é errado, e pode ser feito. Ao invés disso ele faz aquilo que seu próximo acredita ser errado, deixando seu próximo chocado e abalado, por ser ele seu referencial, e quando questionado sobre o feito, ele lança dúvidas ao invés de esclarecimento, na mente do escandalizado, que não tendo certeza de mais nada a este respeito, comete aquilo que ele esta em dúvidas, vivendo assim em pecado.

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...