TRADUTOR

sábado, 17 de outubro de 2009

Ódio

As quatro iniqüidades destacadas no séc.XXI
Parte IV

3ª Iniquidade listada por Jesus.




...e mutuamente se odiarão.
Mateus 24.10


Da revista lições bíblicas Juvenis nº12(CPAD), a segunda lição tenho retirado o seguinte trecho sobre o assunto.
Jesus também falou de ódio generalizado: "Uns aos outros se aborrecerão". E o sentimento de odiar ou aborrecer aqui é alimentar sentimentos maldosos e injustificáveis para com o próximo. Faz-se necessário observar a advertência da palavra de Deus, em 1 João 3.15, a fim de que tal sentimento não encontre lugar em nós. "Todo aquele que odeia a seu irmão é homicida; ora vós sabeis que todo homicida não tem a vida eterna permanente em si."




O ódio é o oposto da afeição natural, ou amor humano, como sentimento não cabe a ninguém condenar o outro por senti-lo, mas, sim por nutri-lo.Como sentimento ele pode vir como uma reação natural, mas, reação a quê? A rejeição de alguém, ou por qualquer outro motivo... No entanto ele vem como efeito de várias causas, e quais são?Em resumo pensamentos errados, pensamentos depreciativos contra o próximo, má e equivocada interpretação, da ação que a pessoa tomou da escolha que fez. E estes pensamentos maus promovem, este sentimento maligno e destrutivo.
O ódio é uma iniquidade que se comete contra a paz, por que quando alguém odeia( ou age em conformidade com o sentimento de ódio) ele só deseja acabar com o alvo de seu ódio. A paz de uma pessoa depende muito de sua harmonia, a pessoa que odeia não está em harmonia, ela está perturbada, e procura transmitir esta perturbação para o alvo de seu ódio, que é outro alguém.
O ódio também, é contra a vida, o desejo mais infernal de quem odeia é a morte ou aniquilação do odiado. Pois o odio não vem sozinho, quando ele domina um coração, ele produz outros sentimento secundários, como a raiva ou ira, a magoa o ressentimento, a aversão e este conjunto perigoso só pode querer e chegar a este fim a morte.
Vivemos numa sociedade iracunda, pessoas cheias de rancor, invejas, mágoas; corações feridos e que ferem corações. João disse:
Nós o amamos por que ele nos amou primeiro. 1 João4.19
Deus é quem cura e restaura os nossos corações. O mundo sem Jesus, nele as pessoas odeiam, por que tem inveja, por que cobiçam, por que foram pisadas e magoadas, por que não sabem perdoar, e há quem diga que, "só Deus pode perdoar", desculpando assim para não perdoar. O perdão cura, o perdão tira a raiva, o perdão mata o ódio.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

A Glória de Deus ou a glória dos homens

Por que amaram mais a glória dos homens do que a glória de Deus.
João.12.43

O ministério de Jesus, progrediu muito e chegou até aos mais altos escalões judaicos, " até muitos dos principais crerem nele, mas, não o confessavam por causa dos fariseus para não serem expulsos da sinagoga. E por que isso? Por que os fariseus invejavam a Jesus, cobiçavam sua fama, sua autoridade, possívelmente muitas das vezes eram questionados, por causa de seus atos errados, por pessoas as quais julgadas por eles pessoas indoutas, mas, que se tornavam esclarecidas pelas palavras de Jesus, e a sua doutrina incomodava-os pois todos o ouviam. Com isso passaram a ameaçar as pessoas, proibindo-as de frequentarem as sinagogas, caso ouvissem Jesus. Aqueles que nada tinham a perder, não se sentiam assim tão ameaçados, mas, os principais, eles sim, por que? Por amar mais a glória dos homens do que a glória de Deus.


A glória dos homens

* Amar a reputação. Qual é a sua reputação? Boa ou má? Você está apegados a sua reputação? Tens construído sua vida, sua carreira, seus castelos em cima de sua reputação, tudo o que você é está sobre a sua reputação? O seu prestígio o seu nome a sua credencial?Lembrasse da casa na areia? Está pode estar sendo sua vida(Mateus7.26,27).
* Amar o que é construído e cultivado nesta terra.O que você levou anos para conseguir, Jó tinha a vida que todo crente pediu a Deus. *Amar a tradição. O que a tradição oferece, o que ela pode dar ao homem? Pode aparentar segurança, comunhão,momentos de alegria. Um ciclo vicioso passado de geração a geração cultivado pelos homens. Tive uma colega, que um dia nos confessou, que já havia "aceitado a Jesus", mas, que não seguira e voltara ao catolicismo, por causa dos seus pais, e avós, por causa do que eles haveriam de falar e reagir. Dizia ela, "por ter muita consideração por eles".
* Amar o lucro e a boa vida. Não era essa a vida que aqueles homens tinham? Não é essa a vida que muitos procuram. A nossa vida é tão pequena aqui em comparação com a celestial, será que as pessoas não consideram que há realmente uma vida após a morte?
Amar a glória dos homens é receber consideração daquilo que se pode ver; daqueles que nos cercam.


A glória de Deus



*
Amar o que é certo e digno. Mesmo que isso se oponha a sua reputação, a reputação pode ser maculada, o que é certo digno permanecem os mesmos.
* Amar o que é permanente. O mesmo mundo que hoje te exalta um dia te humilhará. O que você constroi nesta vida, o prestigio, a reputação, o nome, o lugar de conforto a boa vida, tudo isso poderá se perder. Mas, os valores celestiais o mundo não pode te tomar. Paulo disse que, nada poderá nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus(Romanos 8.31-39).
* Amar tudo o que não pode ser tirado de você. O ex-cego preferiu ser expulso da sinagoga a ser tirado lhe novamente a visão. Ele estava mais satisfeito em ver, do que preocupado com o que os fariseus poderiam tirar-lhe, e quando viu Jesus pela segunda vez, e o conheceu agora como Filho de Deus, preferiu a Jesus, mesmo que lhe furassem seus olhos.(João 9, detalhe o cego não disse isso, é apenas uma observação que eu faço). Minha mãe conta a história de uma senhora, que foi nossa conterrânea, ela havia convertido ao evangelho e sido curada de um câncer na garganta. Mas, por ser pobre, faltava lhe o que comer, os vicentinos, chegaram na comunidade distribuindo cestas aos pobres, suas vizinhas foram e encheram as dispensas e foram exibir para ela. "É agora que você passou para alei dos crentes, você não pode mais, se você não fosse estaria com a sua dispensa cheia assim como nós." Ela ouvindo isso se arrependeu em seu coração, quando os vicentinos pareceram distribuindo suas cestas, ela pegou sua bolsa e foi atrás deixando sua fé para traz. E encheu a sua dispensas, contudo não pode aproveitar nada, com a dispensa cheia e não pode comer nada, morreu a mingua, com o câncer na garganta que voltou a acomete-la(em resumo). Amar a glória de Deus é ser recompensado unicamente, pelo nosso Pai, que vê em secreto.

De que valerá-nos a glória dos homens, de que nos valerá o passageiro, em detrimento do eterno. O eterno não tem aparência, você assistiu o filme, Indiana Jones e a Ultima cruzada, havia uma mesa cheia de cálices, e um deles é o cálice que Jesus usou em sua ceia, um homem inimigo de Indiana Jones, chegou e pegou o mais bonito e atraente, e encheu de agua e bebeu ao mesmo instante foi consumido pela morte. O indiana Jones chegou e pegou o mais simples e bebeu nada acontecendo-lhe de ruim, segundo a lenda do filme quem dele bebesse teria a vida eterna. Na realidade assim como no filme a gloria dos homens retratada pelo cálice bonito os consomem com a morte eterna, ela é aparente e bonita, mas, mortal. A glória de Deus nos abre as comportas do céu, ela é simples e não pode ser comprada, e nem com ela adquirimos fama e glória terrenas, mas, a vida eterna em Cristo Jesus.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Traição


As quatro iniqüidades destacadas no séc.XXI
Parte III
Texto base: Mateus 24.10

Traição

“... e trair-se-ão uns aos outros...”

2ª Iniquidade listada por Jesus.
A traição é uma iniqüidade que ataca cruelmente a boa-fé das pessoas, e por que faz isso? Quando alguém é traído geralmente o é por aquele em quem ele confia, e quanto mais cega for a confiança, ou quanto maior for a boa-fé a liberdade com que você confia algo a alguém, quanto mais você confiar ou se entregar, maior será a dor, será a decepção, será o rombo na alma, que isso causará. Por que as pessoas sempre esperam poder confiar em alguém, e Deus nos dá esta segurança quando ele declara no Salmo 125, “os que confiam no Senhor são como o monte Sião que não se abala, mas, permanece para sempre”.
Traição tem sido tema, em filmes, muito explorado nas novelas e telenovelas, em músicas este assunto vira refrão, e até se escrevem letras para ela banalizando. Mas, pouco e quase nada se mostra os males causados as pessoas por ela.Pelo que traição tem sido algo comum e difundido em nossos dias, as pessoas tem vivido inseguras e os relacionamentos já começam frágeis. Ouvia eu dentro do ônibus duas mulheres comentarem sobre relacionamentos, uma era amigada, outra era divorciada, e já era noiva de outro, mas, não sentia nem um pouco segurança neste relacionamento, segundo ela já estava em outras palavras desiludida com a vida a dois. Você já ouviu dizer, sobre casamento; “se não der certo separo”?Em resumo, este mal devastador chamado, divorcio, tem sido o menor dos males que a traição tem causado.
Esta iniquidade também atinge a fraternidade (laços amorosos e afetivos entre irmãos, amigos e parentes). E como faz isso? Por que a traição não é nada mais que um romper de laços, de uma quebra de alianças. A fraternidade são os laços construídos entre as pessoas de uma família, ou de uma comunidade, quando estes laços são rompidos você dissolve a fraternidade. E só é possível, através da traição. Lares destruídos, nações em guerras, tudo começa, com uma traição.
Que Deus nos ajude a manter a fraternidade e a retermos a boa-fé, mesmo que feridos pela traição, muita das vezes presente, no ceio da igreja, o único referencial de justiça no mundo. Não achas que deixando a justiça, não estamos traindo todos? Até mesmo aquele que mais espera de nós?O mundo espera de nós, que sejamos referencial de justiça para ele, que não tem luz. Deus também espera de nós, que sejamos fiéis. O pecador espera de nós que sejamos instrumentos de salvação.

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...