TRADUTOR

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Por que creio? Parte III


II Porque cremos.

A)Porque temos a capacidade natural de crer ou não e decidimos por crer.
"O qual sem esperança, creu contra a esperança que seria feito pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito:Assim será a tua decendência."(Rm 4.18)
Vemos aqui a história de um servo de Deus, que decidiu crer, sempre quando não havia como crer. A história de Abraão chamado a crer que seria pai de muitas nações; aos 99 anos Deus disse para ele:"Anda em minha presença". Foi depois desta época que Deus, ou seja deste ano, que Deus veio lhe conceder a graça de ser pai, sendo a sua esposa Sara, já velha e incapacitada de conceber.Talvez hoje, pelo avanço da ciência, não venhamos mais a admirar, se uma velha de 75 anos de idade, tenha desenvolvida a capacidade de gerar e dar a luz filhos.Mas, não naquela época.Por isso, e por mais; pois sendo Isaque filho de Abraão já, velho;Deus vem e pode que ele seja sacrificado; e Abraão não revolta-se, mas, confia que o mesmo Deus, que lhe deu a capacidade de ser pai poderia lhe conceder, até mesmo a ressurreição de Isaque, algo que não foi preciso.
O que quero deixar claro aqui, é que ele creu contra a esperança, e com isso exemplificara capacidade ou faculdade do nosso livre-arbítrio, que é a fé.E este é o nosso maior exemplo bíblico, visto que todo o crente em Jesus é chamado filho de Abraão.Devido ele crer, contra todas as possibilidades de crer, ele tinha essa opção, ele tinha esta capacidade e exerceu-a, mesmo em uma situação em que, sabemos, ela seria muito deficiente.
B)Por que o conhecimento que temos, naquilo em que cremos, nos fornece segurança; por que a fé está em apoiar em algo certo ou seguro.
Usando nosso maior exemplo bíblico de fé, Abraão; começo com a seguinte indagação.Que apoio tinha a sua fé?
A história nos mostra que foram os descendentes do piedoso Noé, que cultuava e vivia com Deus, que povoaram a terra após o dilúvio.Sendo assim todos os descendentes de seus filhos, vieram a ter conhecimento de Deus, e saberem do julgamento imediato de Deus, sobre o pecado, através do dilúvio e agora, para eles é claro, a confusão das línguas, que resultou no final da construção da torre de Babel. Apesar do julgamento imediato de Deus sobre o pecado, a maioria das pessoas ignorava a Deus e continuava a pecar.Mas algumas de fato se esforçaram para segui-lo, como, por exemplo, Abraão.Além dessa base, Abraão, certamente pela idade que viveu Sem(pai dos semitas) 600 anos, sendo 500 deste após o dilúvio, e pela idade que viveu Arfaxade(filho de Sem) 438 anos, os quais não só eram testemunhas do dilúvio, e da confusão das línguas em Babel; como da pessoa de Deus;por isso chego a afirmar calculando que aproximadamente com 412 anos de idade Sem, veio a conhecer a Abraão, o qual por meio dele veio a conhecer, possivelmente sobre Deus.Sendo que Sem viveu 602, destes 502 após o dilúvio aos seus 20 anos aproximadamente.Subtraindo os 100 anos que Sem viveu antes do diluvio, Abraão viveu, aproximadamente 312 anos após o dilúvio;digo ele estava aproximadamente com 20 anos nesta época em 312 anos após o dilúvio.
Somada profundamente também as experiencias de outros crentes que viveram naquela época, mais as de Sem, mais ao próprio Deus se revelar a Abraão, e podemos como nos afirma em Romanos 1.19,20, somar a isso o testemunho da natureza.
Então Abraão tinha esse algo, certo ou seguro.

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...