TRADUTOR

domingo, 4 de dezembro de 2011

A provação promove a Unidade do corpo(Santificação, união e comunhão).Parte I

Além do que já tenho dito do provar de Deus, com um apanhado;gostaria de dizer particularmente sobre cada um dos itens principais que promovem a unidade do corpo, e ligá-los ou seja descrever como a provação traz ou promove eles e com eles a unidade do corpo.
a) Talvez todos ou pelo menos a maioria saiba o que significa santificação.Se não sabe expressar em teoria sabe em prática. Toda a vez que separamos algo para um uso exclusivo, nosso ou de alguém, estamos o destacando; sabendo é claro de ante mão que santificação, não é uma consagração(separação para o sagrado)  ao ego, mas, a Deus. Todavia Deus diz a Moisés; "pois me não santificaste no meio dos filhos de Israel"(Deuteronômio 32.51), nos da a entender que santificação não é só,"ser separado para o uso santo", mas, também é "mostrar a majestade de Deus (Ezequiel 20.41)".
Sabemos também que Deus é infinitamente Santo, isto é, em toda a sua plenitude, em todos os sentidos. Mas o que é santidade, digo; não o que significa a palavra "santidade", nem as varias aplicações que a palavra pode receber; mas, o que é santidade ensinada por Jesus e seus discípulos, a qual o escritor aos Hebreus, disse,"sem a qual ninguém verá a Deus". Esta santidade é pureza de coração; intenção pura, projetos puros, um fim de vida separado para agradar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a si mesmo( Hebreus 12.14/Mateus 5.8).
A pureza moral ou de coração, é exemplificada pelos rituais de pureza física do velho testamento onde o homem se separa dos relacionamentos sexuais para chegar diante de Deus nos dias de festa, e de qualquer animal morto ou imundo, ou de sangue ou de semem; ou da mulher na época da menstruação ou no período de resguardo (Números 6.1-21;9.6-14;19;31/ Levíticos 12;15). Na santificação sacerdotal, o qual não poderia se contaminar, isto é, se tornar imundo por ninguém; a não ser os da família que tivessem morrido(Levítico 21.1-15).Pureza moral é você está livre de toda a má intenção, de toda mesmo, e não somente isso, mas estar consagrado a toda boa intenção. E quando digo má intenção digo de ser egoísta, de andar segundo a carne e a     mente carnal, de  deixar de agradar a si mesmo em primazia. E quando digo de boas intenções, digo de ser caridoso, na caridade não egoísta, isto é estar consagrado a prática do bem a Deus e ao próximo, em agradar não a carne, mas, ao Espirito.


b)União. O segundo item que promove a unidade do corpo de Cristo, é a união; deixando por isso claro que união é quando um grupo de pessoas se ajuntam num único propósito ou para realizar alguma coisa, unidade é quando somos um.E todos nós estamos unidos em torno do nome de Cristo, de semear a sua boa palavra. Nada mais uni tanto os crentes em Cristo e uns aos outros do que a perseguição. E aprendi também com Cristo que a prosperidade espiritual promove a liberalidade(ou generosidade) entre os ministérios; e que o ministério prospero que retem a liberalidade para com o próximo, pode e certamente ocorrerá a sua queda (Lucas 5.4-7/12.13-21/Isaías 32.5-8).
Com isso quero dizer que sem as células que compõem um orgão, ele jamais seria o que seria, mas, se um orgão não cumprir a sua função ajudando o outro, tanto ele como o outro com as celulas que os compõem serão destruídos e perderão as suas funções vitais. Por exemplo, o coração e o pulmão. O pulmão recebe o sangue do coração, e o esvazia do gaz carbônico(CO2) e o carrega de oxigênio(O2), devolvendo ele para o coração que o próprio se beneficia do sangue que recebe do pulmão. Da mesma forma se um cristão ou ministério se recusar na sua prosperidade de ajudar o próximo, assim como os dois órgãos entrariam em falência, estes também entrariam em falência espíritual.
Portanto se estamos unidos em Cristo estejamos também unidos com o nosso próximo. Pois é mais fácil acharmos erros em alguém que vemos, do que em alguém que não vemos. Pois até mesmo Cristo quando estava aqui sendo visto pelos homens, havia os fariseus e doutores da lei que diziam. "Ele come com pecadores".

continua...

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...