TRADUTOR

sábado, 24 de dezembro de 2016

Caráter, religião e ateísmo


Se um Pai consegue por limites em uma criança fazendo-a o respeitar, então esta criança ira guardar tudo o
que ele veio a ensinar a ela (ou pelo menos a essência disto). Se um ladrão é pego em um roubo pela polícia, ele vai procurar fugir, se houver esta opção, alguns vão atirar, e outros se entregarão sem resistência, o fato é que a presença da polícia por si impõem uma consciência, medo de ser preso privado da liberdade, ninguém quer chegar perante um juiz e receber uma sentença punitiva. Muitos de nós quando não temos pessoas a nos vigiar, procuramos romper com nossos limites morais, em nome de uma necessidade, cobiça, medo ou outra coisa;  mesmo tendo consciência de que o que viemos a fazer seja errado. Sem a presença de uma autoridade que imponha respeito, ou melhor sem respeito e consideração às autoridades, ou mesmo sem  a presença de alguém que se imponha como autoridade, não há como garantir que prevaleça qualquer lei. Ou no tocante aos valores morais, sem consciência de alguém a quem você tem que prestar contas, ou mesmo você tem que dar satisfação de seus atos, jamais se questionara se é certo, ou errado. Já ouvi alguém dizer que bom caráter, não é algo exclusivo da religião, que ateus também podem ter bom caráter. Não posso absolutamente discordar, embora estes mesmos ateus de “bom caráter”, nasceram em uma nação religiosa cheia de valores morais, alguns até são filhos ou netos de cristãos, ou mesmo vizinhos, colegas de serviço, escola e por isso herdaram esses valores, ou mesmo farão influenciados, pois os valores morais cristãos são bons e edificantes a toda a sociedade, e atraem a admiração até dos mais ímpios dos homens. Agora estes valores não partiram deles, nem dos ideais aos quais eles pregam.
Se criarmos uma sociedade sem religião, e apenas com os princípios morais das religiões, uma sociedade onde não há crença no espiritual que a matéria é o princípio, que o homem veio do fruto da evolução que não é melhor ou diferente de qualquer animal irracional, que Deus não existe, que os princípios morais de certo ou errado são relativos e que não há verdade absoluta; em pouco tempo estes princípios morais serão corroídos e desaparecerá. Esta sociedade para tentar mantê-los(os princípios morais) a princípio terá que estabelecer leis impondo-os a sociedade que começara a questionar o governo, e vera isso como um regime ditatorial. É fato o que tenho dito, pois quanto mais nossa sociedade se afasta de Deus, e troca a autoridade da Bíblia e de Deus, pelas teorias e ideais anticristãos, assim os princípios morais vão se deteriorando, e o que antes era normal, hoje é anormal, o que era errado hoje é certo e dizer contra pode até ser crime em alguns países.Há um filme cristão de Nome , “A Jornada uma viagem pelo tempo”, o qual conta sobre um teólogo que viajou no tempo e descobriu que a dissociação da conduta moral, da pessoa de Deus, era danosa, simplesmente pelo fato de que sem a presença da autoridade de Deus ela não se sustenta e gradativamente se corrompe.
Voltando a afirmação de que," bom caráter, não é algo exclusivo da religião, que ateus também podem ter bom caráter"; tenho cinco considerações importantes, que gostaria que o leitor lesse e refletisse:
A primeira consideração que já ate o fiz nos parágrafos acima, nem um ateu que seja "bom caráter", é isolado totalmente de uma sociedade teísta, ou seja, o fato dele estar inserido nesta sociedade o influencia a própria psicologia diz que o ser humano, é um ser social. Logo concluímos que mesmo que o ateu despreze a pessoa de Deus, sua vida devido o contexto social será direta ou indiretamente influenciada em seus valores pelos, princípios religiosos.
A segunda consideração, em muitas pessoas o ser bom faz parte de seu temperamento, mesmo que sua ideologia seja uma ideologia ateísta, pois o temperamento, não muda com as idéias.
Terceira consideração, para Jesus Cristo não importa a aparência ou o que você faça de bom, ou aparenta ser uma pessoa bondosa, pois como é falado na carta aos Gálatas;" em Cristo Jesus nem a circuncisão, nem a incircuncisão tem virtude alguma mas, sim o ser um nova criatura"( Gálatas 6.15). Pois é como na área da saúde se você preparar uma mesa cirúrgica para um cirurgião, levando em consideração as técnicas assépticas, e no final você tocar nesta mesa com sua mão, e esbarrar nas, ferramentas com sua mão sem uma luva estéril, você entara compromete toda a mesa cirúrgica. Da mesma forma, se você não for uma nova criatura, para Jesus qualquer ato de justiça seu, é apenas trapo de imundícia, ou seja tua bondade pode e é considerada pecado, por que como disse Charles Finney, o seu propósito ultimo(o seu coração em linguagem popular) é egoísta. Logo só com Jesus realmente pode haver bondade real.
Quarta a consciência em si já é um ato constante de Deus no ser humano, logo não há como o ser humano fugir da influencia divina ficando o mesmo sem desculpa sobre os seus atos ímpios. O ateu pode falar contra a religião, mas, não contra a sua consciência, ele pode ate ser insensível aos clamores de sua consciência, mas, isso não o torna inconsciente apenas, diz que a sua mente esta cauterizada.
Quinta e ultima consideração, ainda refletindo sobre consciência, ha diferença de uma pessoa com consciência cauterizada no tocante aos assuntos morais é a insensibilidade, e isso não quer dizer falta de consciência e sim simplesmente a insensibilidade. Ou seja a pessoa sabe o certo e o errado, mas, não se sensibiliza não se incomoda, isso também é verdade no tocante as coisas espirituais. Vivemos numa sociedade onde as pessoas estão cada vez, mais insensíveis a palavra de Deus, não se importam com o erro, mas, questionam as pessoas que se importam( 1 Pedro 4.3 e 4).
Deixo um versículo Bíblico que diz, com propriedade em poucas palavras o que já tenho expressado.
"...porquanto tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu".Romanos 1.21.
Caro leitor pense nisto!Deus o abençoe!

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...