TRADUTOR

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Ele agora é crente?

Além duma geração sem arrependimento, vivemos uma época onde muita, ou seja, a maioria também não acredita em arrependimento. O que eu quero dizer com isso? Quando vemos uma pessoa do mundão questionar a conversão de uma pessoa ao cristianismo dizendo: ”Tanto aprontou e agora esta dando uma de santão”. Estes que dizem isso são os mesmos que questionam a libertação e reorientação de um homossexual, a libertação de uma prostituta, a cura de um dependente químico, eles não acreditam porque não conhecem o evangelho que é o poder de Deus. Mas, o problema é quando vemos pessoas dentro da igreja com este tipo de mentalidade, pessoas que usam o nome evangélico, dizem crer que Deus é poderoso, e o Deus do impossível, porém negam o poder que seu evangelho tem de salvar, e digo salvar no sentido de resgatar tudo aquilo que se tem perdido, contaminado, estragado, e para ser mais profundo o evangelho tem o poder transformador, e o que é transformar, Jesus exemplificou isto na passagem de João capítulo 2, onde ele transformou a água algo insípido, inodor, incolor em vinho, algo saboroso e expressivo por demais. Da mesma forma o evangelho pode transformar o homem, é isto que a doutrina do novo nascimento, ensinada por Jesus a Nicodemos (João 3) fala. Vejo muito em novelas e filmes, um ensinamento que para o mundo é apenas o seu reflexo, mas, dentro da igreja é contaminação, este ensinamento é o ensinamento sobre a índole má, este ensinamento em filmes e ou novelas (vê se isto principalmente novelas da globo, onde os vilões são sempre inflexíveis até o fim, mesmo tendo oportunidade), as pessoas que creem nesta doutrina não conseguem aceitar uma conversão, uma transformação, e mudança no caráter das pessoas. Aos crentes que creem assim, eu pergunto:Se você não acredita na conversão das pessoas más, como pode esperar que Deus acredite em você? Pois melhor que você Deus conhece o âmago de cada um, e é Ele que é poderoso para fazer as pessoas nascerem não só da água, mas, também do Espírito. Sobre este tipo de “crente” que existe no cristianismo institucional, vem-me em mente um outro pensamento, que se os tais questionam, é porque os tais não receberão tal conversão, e como não poderão verdadeiramente provar do poder do evangelho é natural que vão questionar, pois não sabem verdadeiramente( mesmo que professem com a boca)que o evangelho é o poder de Deus.
Mas, vemos também outro lado desta história, pois a Bíblia ensina que as pessoas que se convertem verdadeiramente por consequência precisam produzir frutos que correspondam a sua conversão. Foi o que João Batista disse: “... produzi frutos dignos de arrependimento...”(Lucas 3.7,8).
E é verdade que muitos dos ditos convertidos não têm produzido frutos que comprovam, pelo contrário toda a vez que se oferece oportunidade para revelarem que Cristo Jesus está em sua vida, eles mostram que ainda são os velhos homens, cheios de carnalidade e pecado. Mas, quando falo das pessoas que questiono, logo digo, que se a pessoa não conhece o poder do evangelho estará sempre disposto a por duvidas, não estou falando de pessoas que podem possuir duvidas, mas, de pessoas que põem ou seja, elas não estão dispostas a apurar a conversão de alguém, mas, desacreditam, porque não creem que possa alguém realmente vir a se converter, a mudar. Pois como já disse são adeptas da doutrinação divulgada pela mídia, sobre a índole má, que diz que pessoas que tem tendência a ser má desde pequena, ou inclinação a isto nunca se tornam verdadeiramente boa. Para se definir assim a má índole tem que por consequência associar a isso uma doença, pois se a pessoa tem consciência ela tem a probabilidade de mudar a trajetória de sua vida, ela pode em algum momento desejar querer e se tornar uma pessoa boa. Mas, se ela é patologicamente má, então não se pode dizer nem realmente que ela é má, pois o ser bom ou mal está ligado a escolhas livres e morais, esta ligado ao livre arbítrio das pessoas, logo se a pessoa é patologicamente mal, ou os psicopatas da vida, então eles não são maus nem bons, eles é doentes. Porém quanto ao fator psicopatológico, até para isso se essa pessoa vier a conhecer a Jesus e provando com isso verdadeiramente o evangelho, Deus é poderoso para curá-lo, para sará-lo de sua patologia. Por serem cristãs, muitas pessoas possuem uma postura de defender que creem que Jesus pode mudar transformar e até mesmo curar alguém, mas, dentro de suas almas por ainda não conhecer este Jesus que professam de uma forma nominal, dão lugar a duvidas e acabam por desacreditar na pratica (não na confissão).
Notório é também e eu não poderia deixar de considerar, que devido a muitos escândalos que acontece hoje em dia, fica até mesmo difícil defender um ponto de vista radical, com respeito a fé genuína e frutuosa em Jesus, porém isso é necessário. Sabemos que mídia é carniceira, ela só vai dar ênfase aos maus comportamentos, até mesmo dos falsos cristãos, para poder com isso sustentar a sua tese. Mas, como disse em outra postagem se você não acredita que pode deixar de ser um ex, então não seja um ex alguma coisa, mas, seja uma nova criatura em Cristo Jesus. E como eu dizia os muitos escândalos na sociedade por parte de falsos cristãos, ou de pessoas que não são verdadeiramente convertidas, põem em cheque tudo o que falei de que pessoas podem e são transformadas, logo muitos incrédulos ou mesmo pessoas que estavam já começando a trilhar o caminho da fé em Jesus, acabam por desviar de uma vez.
Devemos considerar também que num templo cristão há de tudo, e pessoas de todas as formas, mas, quem esta ali esta no lugar certo, pois é ali que cedo ou mais tarde ele vai encontrar com Jesus, e sua vida nunca mais será a mesma.

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...