TRADUTOR

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Ponto a considerar 9: Se o Senhor(Deus) quiser...

"Em lugar do que devíeis dizer:Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo.Mas, agora, vos gloriais em vossa presunções; toda glória tal como essa é maligna".Tiago 4.15,16.

Hoje me deparei com este texto, ousado e instrutivo de Tiago a igreja do século I(sim igreja do século primeiro, pois o termo primitivo nos dias atuais, soa como algo em evolução, cheio de defeitos, e no caminho da melhora, e hoje sabemos que a história da igreja por meio dos séculos tem provado, que a igreja primitiva era como uma modelo ideal  o qual a igreja dos dias atais veio a se desviar, é claro que os teólogos modernos ditos "progressistas",duma forma arrogante, ainda sonham com uma igreja melhor do que aquela, digamos assim,sem "preconceitos").Este texto me fez lembrar daquelas pessoas que sempre te repreende toda a vez que você diz; "Se Deus quiser"... e acrescentam "Deus quer"..., mas, acho que os tais pregadores desconhecem esta parte da palavra de Deus, e porque dizer "Deus quer", não é algo assim tão prudente e certo de se dizer, pelo contrario o texto que trago para a questão diz, que é pura presunção. Porque? Questionaria um destes teólogos da prosperidade ao apóstolo Tiago, e o contesto nos diz, que nós não sabemos nem conhecemos os planos de Deus, e que por este fato devemos nos portar de forma humilde, levando em consideração a vontade soberana dele, e antes de procurarmos fazer qualquer coisa, saber e ter a certeza da vontade de Deus sobre o assunto é essencial. E mesmo que pensemos que sabemos a vontade do Senhor, devemos mesmo assim continuar na mesma postura de humildade levando em consideração, a sua vontade, pois é justamente isso que essa expressão pressupõem " se Deus quiser", ou seja, "se for da vontade de Deus". Porque mesmo que cuidamos saber a vontade de Deus para um plano nosso, todavia, devemos procurar saber também a vontade de Deus, para os detalhes que envolve este plano, e a vontade de Deus em cada passo. As pessoas que são presunçosas ignoram os detalhes, sabem o ponto e onde devem chegar, mas, ignoram a vereda por onde devem passar, e a vontade de Deus não se faz apenas com o objetivo, mas, com toda a estrategia para o alcançar.
Logo trazendo isso para os nosso planos pessoais, assim como exemplifica Tiago,mesmo os nossos projetos devem com uma postura levar em consideração os Deus o nosso Senhor(se é que ele é o teu Senhor?),pensa e se vai ou não aprovar. Mas, a postura do "Deus quer", nunca pressupõem na verdade a vontade de Deus, mas, na verdade pressupõem a carnal vontade da própria pessoa. O mesmo Tiago em sua epístola fala sobre a oração que não é respondida porque a pessoa que esta orando não busca a vontade de Deus, mas, sim a satisfação de sua concupiscência(Tiago 4.1-3)
.

Deus nos abençoe, e se Deus quiser, estaremos aqui numa próxima postagem.

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Conheça as “3 mudanças culturais que desfiam a Igreja” em nossos dias

Texto original do site gospel prime.
O conhecido evangelista e apologeta Josh McDowell participou da Conferência de Apologética Cristã Evangélica. Ele disse ser necessário aos cristãos ficar alertar para “três mudanças culturais que desafiam e ameaçam a igreja”.
Segundo McDowell, a primeira é uma mudança epistemológica que se intensifica em relação às verdades bíblicas, cada vez mais desacreditadas como “Palavra de Deus”.
“Tivemos uma grande mudança sobre o que entendemos ser a verdade e de onde ela vem. Passamos de algo centrado em Deus para algo centrado em nós mesmos. Do que era objetivo para o subjetivo, do interior para o exterior”, explicou.
O evangelista argumenta que a verdade maior, que sustenta a Igreja, é vista hoje apenas como a opinião pessoal de algumas pessoas. Em especial está sendo desacreditada pelos jovens, que abandonam a ideia de um Deus pessoal.
“Em 1991, 51 % dos adultos jovens evangélicos disseram que não há verdade além de suas próprias opiniões. Hoje, esse número chega a 91 %”, disse McDowell.
O segundo aspecto destacado pelo apologista é “a explosão de informação” da Internet, que desafia a cultura das pessoas, seus pontos de vista morais e opinião sobre a Igreja. Ele cita uma pesquisa recente, a qual aponta que um usuário da rede tem disponível, a cada dia, cerca de 34GB de dados da Internet e cerca de 100 mil palavras. E a tendência é um crescimento anual de 5% desse número.
“Cada pastor, pastor de jovens, e todos os pais estão concorrendo com a Internet e as informações de que estão sendo espalhando toda hora”, disse McDowell. ”A maioria dos jovens não recebem mais as notícias dos canais de televisão. Preferem ler os blogueiros. Há cerca de 181 milhões de blogueiros que disputam a atenção de seus filhos”.
Essa quantidade ilimitada de informações on-line que as pessoas têm acesso está causando um aumento no ceticismo, lamenta McDowell. “Se você não acredita em mim, procure os jovens nas faculdades e no ensino médio. Leve algumas frases e diga que aquilo é “sem dúvida alguma, verdadeiro”. Você vai ouvi-los dizer:” Como você sabe que isso é verdade? “ Há tanta coisa que não sabemos…. [Para] todos os jovens, até mesmo cristãos, a era da Internet está enfraquecendo suas convicções, porque eles acham que amanhã poderão descobrir outras coisas.”
Ele enfatiza: “As perguntas que você costumava ouvir nas universidades 15, 20 anos atrás…. sobre fé, Jesus e a Bíblia, sobre ceticismo, questionamentos que você costumava ouvir nos últimos dois anos de faculdade hoje são feitas por crianças de 10, 11 anos. Eles aprendem mais sobre a vida no Facebook [que na escola]“.
O terceiro e último aspecto destacado por ele, é que os pastores não podem pastorear da mesma maneira que fizeram nos últimos 20 anos. Os pais tampouco podem querer educar seus filhos da mesma forma que foram criados, pois o mundo mudou.
“Vinte anos atrás, dizíamos que você precisava ganhar a alma das pessoas até os 18 anos, caso contrário teria muitas dificuldades e alcançá-las. Agora, ateus e agnósticos têm o mesmo acesso aos seus filhos que você. A internet mudou as regras, e agora se você não ganhar uma criança até seu aniversário de 12 anos, você pode não conseguir mais”.
McDowell enfatizou que um dos aspectos mais claro é que os jovens estão cada vez mais viciados em pornografia. “Lamentavelmente, parece não haver nenhuma diferença nos números dentro e fora da igreja.” Citando outra pesquisa, lembrou que um número crescente de pastores têm problemas com a pornografia. McDowell apontou que a exposição maior a imagens de pornografia influencia na busca de “outros tipos de prazer… incluindo o homossexual”.
Seu conselho é que pais e pastores preparem melhor as pessoas sob seus cuidados para o que eles, inevitavelmente, encontrarão no dia-a-dia nessa sociedade. Ele acrescentou: “É tão idiota quanto dizer, ‘você não pode ouvir música”, em nossa cultura. Você não conseguirá passar a vida sem ouvir música. Hoje, você sequer conseguirá viver sem ser exposto à pornografia. Os pais que prepararem seus filhos irão ganhar, os que pensam que irão consegui-los isolar do mundo, irão perder”. Com informações de Christian Post.

sábado, 12 de outubro de 2013

O Espírito Santo não está na internet

Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.
Mateus 18:20


O Espírito Santo não está na internet, ou seja, ele não se transmite via web, não promove a comunhão do corpo de Cristo via internet. Pois a experiencia da comunhão vivida pelo cristão só se da pelo contato olho a olho, mão a mão coração com coração, é você conviver com o próximo sem ter uma vida editada pelas teclas e o mouse, e ou mesmo pelo touch, e é pela imposição de maus que os enfermos são curados, se recebe o batismo com o Espírito Santo, e os demônios são expulsos( Marcos 16.18/Atos 6.6/8.14-17). Não ignoro o fato de que para ser curado, liberto, receber o batismo com o Espírito você não necessariamente precisa que alguém lhe imponha a mão, pois para isso se faz necessário mesmo é só a vontade de Deus e a sua fé de forma verdadeira e perseverante(Lucas 18.1-8
). Agora quando falo que é pela imposição de mãos falo tendo em vista a pessoa do ministro e que como servo de Deus, ele precisa estar próximo da pessoa para ministrar, o que também não impede que Deus cure a distancia pela ministração do mesmo, levando em consideração a comunhão entre o ministro e o ministrado não é a mesma coisa, pois a comunhão profunda e genuína se da pelo contato pessoal.
Logo quando falei que o Espírito santo não esta na internet, estou dizendo que Ele sendo o Consolador, aquele que convence o pecador da justiça, juízo, pecado, não pode estar no isolamento, porque não aprova a solidão antes ele exprime a comunhão em todos os seus sentidos, pois Ele não apenas veem as pessoas, mas, traz consigo a pessoa do Pai e do Filho. A comunhão e união da igreja é feita por Ele, até mesmo todas as cerimonias da Igreja remete ao cristão a necessidade de estar presente em corpo, mesmo que sabemos que podemos ter comunhão em espírito com alguém, mas, o crescimento do corpo não se faz com distancia e separação. A santa ceia fala de comunhão, o modelo de evangelismo ensinado por Jesus aos discípulos fala de comunhão, a igreja cresceu e se desenvolveu porque estavam em comunhão e tinham tudo em comum.

Deus vos abençoe e promova a comunhão!

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...