TRADUTOR

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Série Pecados 5: Inveja

"Não sejamos cobiçosos de vanglórias, irritando-nos uns aos outros, invejando-nos uns aos outros". Gálatas 5.26

Por definição lógica é o sentimento de angustia e tristeza, pesar diante do bem do próximo e da felicidade alheia. A inveja como qualquer sentimento é comum a todos, mas, ela só ganha força passando com isso a ser prejudicial e se caracterizando mesmo como inveja, se por nós for alimentada. Ela só se torna pecado se for satisfeita. Aqui mostro dois pontos sobre a inveja; “ ganhar força” e “ser satisfeita”, todo o pecado originalmente começa na alimentação e ou satisfação indevida de um sentimento e ou pensamento. Essa alimentação pode e é feita através de pensamentos e ou de manter os sentidos expostos ao objeto do desejo. Mas, essa alimentação nem sempre é uma satisfação, mas, sim, um estimulo a mesma. A satisfação é quando você como diz o apóstolo Tiago( Tg 1.14,15) é seduzido (convencido) pela concupiscência (desejo forte, imoderado, dominador).Neste sentido todos os sentimentos por mais fracos que sejam, quando são satisfeitos de forma indevida ganham força se tornando concupiscência ou seja, passando a serem os senhores de quem os satisfazem.
Como toda a iniquidade a inveja é um pecado contra o próximo. Ela é um atentado contra o bem estar  e o bem do ser,  contra a felicidade, a realização alheia.
O invejoso pode ser um fracassado, ou alguém que se ilude com o sucesso alheio se inferiorizando diante do próximo; por isso pode ser que ele tenha tudo ou até que seja melhor do que o seu próximo o invejoso está cego para isso.
O invejoso não percebe algumas vezes a sua própria inveja. Ele está no caminho da cobiça, e não percebe que o que faz o faz movido por inveja. Ele está consciente de seus sentimentos, mas, não caiu a ficha que é pura inveja. Isso diante de Deus não o isenta de sua culpa, pois se ele está consciente de seus sentimentos, mesmo que ainda não tenha caído a ficha que é inveja, todavia é sabedor da natureza egoísta de seus sentimentos. Cabe ressaltar que, se alguém se vende ao domínio da carne( da concupiscência), tem seu raciocínio comprometido por isso.
Mas, assim como um bêbado que mata alguém ou o machuca é culpado, da mesma forma é o invejoso quando embriagado por este sentimento. A inveja é um sentimento de amargura que contamina a todos os envolvidos com a pessoa que a possui,  em Hebreus 12.15 o sacro escritor faz referencia a amargura que contamina como uma raiz e a inveja com certeza está no meio disso. Ela contamina o olhar, a percepção e todo o julgamento tal como o vinho e o narcótico faz com o viciado.

 Dentro do cristianismo é como um veneno semeado contra a boa semente. O invejoso tem um bom discurso, e seduz a todos os incautos e ingênuos. Mas, Deus da graça e chama a todos os invejosos a abandonarem os seus caminhos, se arrependerem e se converterem ao seu Filho Jesus, e receberem em si o amor que joga fora toda a inveja, e amargura as transformando em felicidade.

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...