TRADUTOR

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Pedregais



"E outra parte caiu em Pedregais, onde não havia terra bastante, e logo nasceu, porque não tinha terra profunda". Mateus 13.5 Almeida.

O semeador lançou as sementes e uma parte delas caiu em um pedregal com pequena e raza faixa de terra. Não era em um terreno cheio de pedras ou numa grande rocha coberta por um ampla e grande faixa de terra. Devemos lembrar também do clima da região onde esta parábola foi pronunciada. Num lugar com muitas chuvas uma grande rocha coberta por uma ampla e grande faixa de terra pode manter sua vegetação verde e viva por muito tempo, mesmo com sol. Mas Jesus foi específico além de ter a semente caído num pedregal a terra era pouca e raza, não conseguiria segurar a umidade dada a ela pelo sereno da noite.
Jesus compara este solo a uma pessoa que não deixa o evangelho criar raízes. Que não entende o valor do evangelho, o seu significado, de quem ele se origina e que ele é poderoso para ser um elemento transformador de realidades, e salvador de vidas( Romanos 1.16).
Entendo que essas pessoas são ou possuem em seus corações muita resistência às verdades do evangelho. Embora possam ao ouvir sua anunciação, aceitá-lo com alegria, tornando assim entusiasta do evangelho, porém não se permitem experimentar o seu real poder transformador. Se não possuem raízes é porque a fé dos mesmos é superficial, se ficam escandalizados é que ainda não compreenderam que a chamada do evangelho é uma chamada a renúncia e abnegação de si mesmos. Então Jesus disse aos seus discípulos: "Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por minha causa, a encontrará. (Mateus 16.24,25).
Jesus disse que eles recebem com alegria, todavia não criam raízes, e isso se dá por dois motivos, o "solo razo" e estar "entre pedregais".Isso me faz pensar em que se recebem a palavra com alegria, com tanta prontidão, todavia não conseguem perceverar ao cheiro das primeiras tribulações, são pessoas que até sabem que sofrerão tribulações, pois a palavra de Deus não deixa ninguém enganado, mas, não conseguem conceber a realidades destas tribulações, e não estão sinceramente dispostos a sofrê-las. São sinceros quanto as suas declarações, pois estão entusiasmados, dizem que estão dispostos a morrer por Jesus, mas, são apenas de momento, do calor da hora. Logo não há profundidade em suas palavras. Vamos refletir nos detalhes referidos por Jesus aqui:

"...caiu em pedregais"...(versão Almeida)

Outras traduções fala "terreno pedregoso", mas achei pedregais, mais apropriado para a situação descrita pela parábola por deixar de forma mais clara a realidade do solo ao qual repousou a semente. Eram pedras grandes, e apenas uma pequena faixa de terra. Quando leio simbolicamente a palavra "pedra" na Palavra de Deus, logo me vem a cabeça "resistência", pois a dureza dos corações, a relutância das pessoas em permitir e aceitar as verdades da palavra de Deus, tem esta natureza de pedra.

"...não havia terra bastante"... "...não tinha terra profunda".

Era pouca terra, mesmo que fosse suficiente para germinar, mas, não era para crescer. Duas palavras aqui define as duas sentenças sobre a terra, e define o grau de sinceridade do coração, ou o quanto este coração esta disposto ao evangelho, a vontade de Deus. E elas são " bastante " e "profunda".
 A primeira, " bastante", diz da quantidade ou o quanto você está compromissado com o evangelho, a palavra de Deus e a sua vontade.
A segunda, "profunda", como a própria palavra diz, é sobre a profundidade ou a extensão em profundezas de sua entrega a Deus. E no caso do referido coração, ele tem muito pouco compromisso sincero com a Palavra de Deus, ele está alegre e entusiasmado com o evangelho, e seu compromisso é a conta ou tanto equivalente a este entusiasmo carnal, não vai além disso, pois quando a alegria for substituída pela aflição, ele então vai, como se diz no provérbio popular; "jogar a toalha". O grau ou a profundidade de sua entrega se limita ao evangelho do " oba, oba, quando vai além e chega no evangelho da renúncia, ele diz; " basta".

 ..." e logo nasceu, "... " é aquele que ouve a palavra e logo a recebe com com alegria. " (Mateus 13.5,20)

Há uma prontidão, uma disposição, muito rápida e admirável, em como está pessoa abraça a mensagem do evangelho, e ao mesmo tempo o perigo da possibilidade ou da certeza de ela com a mesma disposição o abandonar num momento difícil, momento este em que ela mais deveria se agarrar a ele. Pois é neste momento onde os neófitos na fé se tornam aprovados, e é neste momento em que a fraca fé é fortalecida. Pois isto também revela a imaturidade e a maturidade, a sinceridade e a hipocrisia.
*E quando falo em imaturidade penso em como é tratado um novo convertido nas igrejas, quando os líderes denominacionais vêem o ânimo, a força o entusiasmo de um novo convertido logo procuram colocá-lo em posição de destaque, fazem como Davi a Urias, é claro que Urias era soldado treinado, e também é claro que quando tais obreiros fazem isso não tem o mesmo propósito maligno que Davi. Mas mesmo não tendo intenção é isso que eles fazem, colocam um soldado inexperiente na linha de frente. Quem está lendo pode pensar o que isso tem a ver com o referido texto? Minha observação é que, pessoas com este tipo de coração são as primeiras a se destacar, é preciso cuidado e muito discernimento, estas pessoas são imaturas, mesmo que possam passar uma imagem que não sejam. Se o obreiro tratar de forma respeitosa e amorosa, estes e todos ( pois só Deus sabe como é o coração de quem recebe a palavra do evangelho) os novos convertidos, não lhes sobre carregando de cargos ou lhes dando posição de linha de frente, poderá evitar a queda daqueles que são sinceros, e destes ao caírem arrastar outros consigo.
* Poderá revelar também a sinceridade. A tribulação revela a todos e principalmente a pessoa atribulada os segredos cravados em sua alma. Assim o homem que recebe o evangelho como a semente que caiu entre pedregais, passa a conhecer a sua própria hipocrisia, pois embora ele possa ser sincero em sua empolgação, a respeito de seus sentimentos em relação a palavra de Deus, mas, não é verdadeiro ao ponto de permanecer mesmo que os seus sentimentos mudem. Pessoas que seguem apenas os seus sentimentos, são como as ondas, não há sinceridade nos mesmos. E pode se dizer com segurança, que não há profundidade nos mesmos.

" Mas quando saiu o sol..." Mateus 13.6 pA

O sol como luz, é simbolo de verdade, e como fonte de calor é símbolo de tribulação e justiça. A tribulação é um instrumento da justiça de Deus, por meio d'ela, Ele revela ao mundo o quanto Ele é reto, integro, bom e justo e o quanto o mundo é mal, ímpio, injusto e digno da condenação que jaz sobre o mesmo. Por meio dela os seus justos se manifestam, e resplandecem como astros, porque são provados como o ouro pelo calor da sua justiça, e são aprovados.

" ...as plantas se queimaram e secaram, porque não tinham raiz. Mateus 13.6 PB

A falta de uma raiz grande, que possa procurar terras mais úmidas ou até mesmo os lençóis subterrâneos dágua, e a falta de terras que retenham água por mais tempo por serem poucas, não deixa a semente resistir. E levando em consideração o fato principal nesta descrição, que o pouco de terra que há esta cercado por muitas pedras, pois o solo real neste coração é o rochoso. Então sendo pouca a terra e insuficiente para reter umidade, vindo um sol, não precisa ser aquele sol escaldante pois as pedras que são a maioria, digamos  mais ou menos uns 99%, duplicam o calor do sol. A palavra de Deus precisa ter espaço no coração do crente, quando a pessoa cria resistências as suas verdades, ela jamais crescerá, pois não encontra espaço. As resistências são pedras e rochedos bem sólidos, que impede o crescimento da verdade. E quando esta pessoa é exposta as lutas, suas próprias resistências se tornam estímulo, para sua frieza e morte espiritual. Porque a palavra não encontra meios em sua mente de ajudá-lo, a passar por aquele momento uma vez que ele diz não ao caminho por ela oferecido. O mesmo acaba então, vendo- se sozinho por rejeitar a verdade, e sua vida espiritual seca-se, queima- se e morre.

"Todavia, visto que não têm raiz em si mesmas, permanecem por pouco tempo. " Marcos 4.17 p.A

Como já comentei, falta lhes firmeza, convicção da verdade, oferecida pela palavra de Deus. Mas, isto lhes ocorre pelo fato de rejeitarem esta verdade, seus corações não são inclinados, abertos a palavra de Deus, por completo, antes tem reservas quanto a verdade por ela exposta. Preferindo questionar os valores santos da Bíblia ao invés de questionarem a si mesmos, do porque de resistirem tanto.
Havia um grupo de principais dos judeus que criam em Jesus, mas, não manifestavam a sua fé por terem medo dos fariseus.João conclui dizendo que eles amavam mais a glória dos homens do que a glória de Deus ( João 12.42,43).De modo parecido pessoas com o coração como pedregais amam a Deus e abraçam com prazer a princípio o evangelho, mas, o limite para esse abraçar termina quando se esbarra em algo que eles amam mais do que a Deus, algo que eles não estão dispostos a abrir mão por causa do evangelho de Deus. Estes mestres nem chegaram a manifestarem sua fé, pois a posição deles era mais importante, de forma diferente muitas pessoas até manifestam a fé que tem, mas, não são perfeitos nela, antes rejeitam aquilo na palavra de Deus que não lhes interessa, que se opõe as suas ambições, suas ideologias, seus vícios, os quais formam uma grande rocha em suas almas.
Por isso sempre dão as costas ao evangelho quando começam a sofrer por ele. Pois se questionam; " o que tenho ganhado, desde que me tornei crente só tenho padecido privações". Falam, porque rapidamente esquecem da tamanha bondade que o Senhor lhes tem estendido a mão.

"Quando surge alguma tribulação ou perseguição por causa da palavra, logo a abandonam. " Marcos 4.17 pB

Hoje vivemos um cristianismo sem arrependimento, sem cruz e sem sofrimento. É a igreja ideal para quem só quer as bem-aventuranças, mas, não quer o motivo delas. O problema é que não há, " bem-aventurado os que choram, porque serão consolados", se não há quem chora! O galardão da vida eterna é dos que hoje padecem por causa da palavra de Deus.

Deus voz abençoe!

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...