TRADUTOR

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Ponto a considerar 10: "... salvará o seu povo dos seus pecados"

Mateus 1:21 - Ela dará à luz um filho, e você deverá dar-lhe o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.


A salvação é uma das palavras e doutrinas principais do cristianismo. A palavra salvação é sinônimo de livramento, como quando você está preste a cair num perigo iminente, e alguém te livra dele por um ato de misericórdia. A salvação é o livramento, o escape que Deus dá ao homem, que crê de forma ativa e verdadeira em Jesus Cristo como o Filho de Deus, o recebe em seu coração como Senhor, Salvador de sua alma. Este livramento constitui-se, na justificação, regeneração e perdão dos crimes cometidos contra o Reino de Deus. Significa que Deus não te impultara mais a culpa pelos pecados, mediante o seu genuíno arrependimento e fé no sacrifício expiatório de Jesus na cruz do Calcário. Compreende a sua integração a família de Deus como filho, sua cidadania ao Reino vindouro e presente de Deus, um novo homem segundo a obra de regeneração, santificação do Espírito Santo.
A salvação não é apenas da condenação certa de toda a humanidade pelo ardor justo da irá de Deus, mas, também das amarras e dominação que o pecado impõe ao homem. Logo você é salvo duas vezes a princípio salvo de seus pecados(ou de si mesmo) conforme Mateus 1. 21 e da condenação eterna.

1). Você é salvo dos seus pecados. Quais as cadeias que o pecado, assim de forma resumida e abrangente traz sobre a vida do homem?
Concupiscências e vícios, são duas poderosas cadeias da alma, vício se refere as inclinações, hábitos nocivos e prejudiciais; concupiscência se refere aos desejos exaltados e dominantes, que se valem dos vícios para estabelecer-se soberanos sobre os homens. Tenho concluído que todo o vício(até mesmo o de dependência química) se origina da concupiscência, seja por criação ou por deturpação. Por criação quando da constante ou recorrente satisfação de uma concupiscência pela vontade, a pessoa tem a sua vontade pelo exercício habituada a está prática do pecado; por deturpação quando um hábito comum e ou neutro é contaminado ao se associar a concupiscência.Outra conclusão que defino para mim é que, " vício é o hábito de pecar".
Assim como o fogo todo o vício tem três elos, ou elementos indispensáveis para a sua existência. Os elementos do fogo são, ar( oxigênio ou qualquer Gaz inflamável), calor e combustível. Da mesma forma o vício tem, pensamentos, desejo (concupiscência) e hábito.
A). É através dos pensamentos ou da mente que a verdadeira dependência se estabelece. Desta corrente este é o elo mais forte. É aqui que toda a resistência da pessoa é enfraquecida, com pensamentos de incapacidade e impossibilidade ( com geralmente um sentimento correspondente a cada uma das idéias de opressão). É aqui onde a verdadeira opressão, e dominação da concupiscência se estabelece sobre o viciado. É aqui onde toda a dependência é estabelecida, com sugestões mentais de satisfação e favorecimento a concupiscência, colocando porquês como, precisa ser feito, é bom, é relaxante ( como no caso da droga, do álcool ou qualquer vício de dependência química, embora a dependência química seja uma doença associada a um vício e não só um vício), para aliviar o extress, consolar( da mágoa, das frustrações, das decepções, etc) e outros pensamentos objetivando criar um elo de apego entre o viciado e o seu vicio. Com frases viciosas como," pra afogar as mágoas", " pra curar a ressaca", " para aguentar o trampo", " eu sou assim, eu nasci assim, e vou morrer assim ", "minha situação não tem volta", por que não?", " qual o problema? ", e outras semelhantes ou mais sugestiva e complacente com a situação e o estado do viciado.
Logo o pensamento seja ele imaginação, ou reflexão, ou memória, ou qualquer outra forma variada de pensar é o elo mais forte desta corrente da alma chamada vício. Semelhante ao gaz inflamável para o fogo, assim é o pensamento para o pecado, para o vício.
B). Concupiscência. É aparente, e ilusoriamente o elo mais forte do vício, é este que determina o vício e o tipo dele, é este que gera, ou seja da origem ao vício, sem este o mesmo não existiria. Pois é no intuito de agradar, ou satisfazer uma concupiscência, que o indivíduo se enlaça não só num, mas, em muitos vícios, a acaba por se subjugar por causa deles a muitas outras concupiscências.
Por exemplo a luxúria; através dela vem a pornografia, a masturbação, a prostituição, com a prostituição vem o alcoolismo, as drogas em geral, por causa da pornografia vem os vícios de linguagem, geralmente linguagem torpe( não necessariamente mas, vem), e assim um mal leva a outro como num efeito dominó.
Na composição de um vício sempre há a concupiscência, nunca haverá um víciado que diga, que seu vício não obedece a um desejo, ou apetite, ou sensação, ou fissura. Não há aquele que não diga, que a prática de seu vício não lhe traga uma satisfação, um relaxamento, um " bem estar, etc.
A concupiscência é todo aquele desejo que subjugá a vontade de um indivíduo, que pode até parecer nobre, mas, é tão nociva quanto qualquer outra.
Assim como é o calor para o fogo assim é a concupiscência na composição do vício.
C). Hábito. Depois que a mente é exercitada na prática de algo, ela tem a facilidade para fazer aquilo. E se ela passa a ter uma constância, nesta prática aí temos o hábito, agora se você tem um hábito (costume), e deixa ele, para você voltar a fazê-lo será mais fácil, isso se chama inclinação. Daí a facilidade de um víciado ter a sua recaída no mesmo vício.Disso também se depreende a ideia na mente da incapacidade, da impossibilidade, porque o hábito nocivo compromete o próprio raciocínio de seu praticante.
 O vício em sí é propriamente um hábito, um mal hábito. O hábito de pecar, porque ninguém pode dizer eu estou viciado em oração de forma seria, mas, os bons hábitos são bênçãos.
Logo na comparação do vício com o fogo, este é a combustão.
O pecado prejudica o homem segundo o meu ver, em três sentidos, ele escravisa e acorrenta a um julgo de servidão através dos vícios e concupiscências, como nós já falamos; ele sempre tem uma consequência natural negativa, que acontece de forma direta ou indireta  trazendo o mal sobre o homem como doenças, fracassos e decepções, e toda sorte de mal que há no mundo, bem como a morte desde que Adão cometeu o pecado "patriarcal"; e por fim pecar é um crime contra a lei de Deus e só tem uma sentessa certa que é a morte eterna ou tormento eterno.

2). Você é salvo da condenação eterna.
O pecado é crime contra o Eterno, por consequência a sentença é a morte eterna, ou condenação irrevogável e infinita do Eterno Deus, a qual consiste no tormento eterno no lago de fogo e enxofre.
Mas, Deus é justo e não condenará ninguém, sem que este seja devidamente julgado(Apocalipse 20.11ao15). E neste julgamento será apresentado ao réu toda a lista de provas incriminatórias contra ele, as quais justificam, ou seja, tornam justa a sua sentença, ao final será verificado por uma questão de justiça também o livro onde está registrado o nome de quem estará livre desta condenação certa, e não estando o nome desta pessoa o mesmo terá a sua sentença executada.
Está lista de crime cometidos pelas pessoas, são os livros das obras, e este livro de nomes de redimidos é o Livro da Vida. Todos que comparecerem saberão, pois Deus não deixa ninguém enganado, o tempo terreno da vida de um homem, é precisamente o tempo que ele tem, as oportunidades cotidianas que ele recebe também são precisamente suficiente, o esclarecimento e o investimento feito sobre a sua vida pelos agentes de Deus são tudo o que o homem precisa hoje, para evitar este fim.
E só há uma porta, e ela está tão acessível quanto o homem, seja ele quem for precisa que seja, está porta este caminho, é Jesus. Isto mesmo, o próprio Juiz e Rei, é também o único que pode e quer reverter a situação do homem. E lhe deu um tempo suficiente, para que ao crer em Jesus, você possa ser um dos redimidos.

Para concluir, deixo a palavra que diz:"Eu sou o Senhor, e fora de mim não há Salvador "(Isaías 43.11).

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...