TRADUTOR

sábado, 3 de outubro de 2015

A minha comida

Disse Jesus: "A minha comida é fazer a
vontade daquele que me enviou e concluir a sua obra. João 4.34
 Em outras palavras, " a minha satisfação " ou "aquilo que me alimenta", " que alimenta a minha alma ", " a necessidade do meu ser" é fazer a vontade daquele que me enviou. Qual é a sua comida? Do que a sua alma tem estado acostumado a se alimentar?
Há muita coisa que ocupa o coração do homem nestes dias, mas, muitas coisas ocupava a cabeça e o coração dos homens também nos dias de Jesus. Essa ocupação mental, nem sempre saudável, muitas das vezes acompanhada de uma ansiedade, de uma ambição, de cobiça; visando a satisfação de deleites exacerbados, preocupações com as incertezas da vida e outras, que ocupam a mente e o coração dos homens.
Mas, Jesus possuía uma preocupação e um incômodo que o instigava, o estimulava e trazia ao mesmo tempo ansiedade e satisfação a sua alma. Não como aquilo que ocupa a mente e o coração dos homens do mundo, mas, um propósito sublime. E isso era fazer a vontade de seu Pai, de Deus. Comprir o propósito de ensinar e satisfazer a vontade de Deus, e beber por fim o cálice da crucificação fazia parte deste cardápio, ao qual Jesus se referia.
Jesus hoje te chama a participar desta refeição, a tomar prazer, se satisfazer, regozijar-se em fazer  a vontade de Deus. Você acha penoso, você acha que é um fardo agradar a Deus? Jesus não achou, Ele ansiou por isso, seu empenho e sacrifício refletiu tudo o que isso significava para Ele. É claro que chegara o momento em que suas forças terminaram, e que sua carne vai reclamar, como aconteceu com Jesus no Getsemane, mas, neste momento assim como Jesus, prossiga até o final, a vitória e a coroa da vida são daqueles que vão até o fim."...ser fiel até a morte e te darei a coroa da Vida"(Apocalipse 2.10).
Jesus tinha um objetivo como Filho de Deus a ser cumprido, você também recebeu d'Ele está incumbência de proclamar a verdade que resgata o cativo, que liberta o oprimido e etc... Jesus separou e treinou discípulos para continuarem a difundir os seus ensinamentos. E a nós hoje, é feita essa incumbência de levar o evangelho ao mundo, de resgatar as vidas das pessoas condenação para que possam receber a vida a qual só Jesus pode dar ao homem. Mas precisamos assim como Jesus, tomar essa obrigação para nós,  como a nossa suprema causa, nossa causa de vida, colocada bem fundo no coração, fazer dela a nossa comida. Que seja a nossa boa obsessão diária, fazer a vontade de Deus.

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...