TRADUTOR

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Palavra importante 23: Disposição

Disposição não é uma palavra que se encontra em abundância nas Escrituras, ou em tratados teológicos, embora podemos extrair está ideia de Gênesis a Apocalipse, e de toda a obra teologica sincera e ortodoxa. Disposição diz da sinceridade da vontade, do coração das pessoas, no querer real, desimpedido e insistente de alguém para a realização de qualquer coisa, e até mesmo de seu comprometimento com Deus é seu Reino.
Quando falo de disposição, penso nas pessoas que fazem e não nas que dizem. De certo as pessoas que dizem também são dispostas a falarem, mas, não a viverem.
Assim está é uma palavra muito importante no cristianismo, uma vez que como Paulo diz; " o Reino de Deus não consiste em palavras, mas, em virtudes "(   1 Coríntios 4.20 ), em poder. Ou seja, em algo realizador, e não em algo idealizador, fantasioso e fictício.
Jesus conta uma parábola que ilustra bem o que digo, e já faz bem um tempo que não ouço alguém pregar sobre ela. De que o pai de família chegou para os seus dois filhos e nem mabdou-lhes trabalhar na sua vinha. Mas o primeiro disse que não ia e o segundo falou que ia. Mas o primeiro se arrependeu e foi, e o segundo que disse que ia não foi. Logo quem fez a vontade de seu pai?
Quem fez a vontade de seu pai, foi aquele que mesmo dizendo não querer, todavia submeteu o seu coração a vontade do Pai. Quanto ao outro quiz agradar ao Pai com palavras, mas, não foi sincero para fazer vale-los(   Mateus 21.28-31 ). Assim a disposição sincera no Reino de Deus, aliada a fé de todo o coração, é que se apropria do poder que Deus lhe dispõe, e realiza a obra de Deus e o agrada.
Não são os discursos, nem as promessas, nem os propósitos de final de ano ou início de mês ou semana. Mas, é um coração disposto, inclinado para com Jesus.
" Eu amo aos que me amam e os que de madrugada me buscam, me acharam"( Provérbios 8.17  ).E porque poucos se dispõem quando é tão necessário?
Porque para se dispor a fazer a vontade de Deus, primeiro precisa crer de todo o coração, precisa se abnegar( ou seja, negar-se a si mesmo), precisa amar a causa de Deus, mais do que a nós mesmo, precisa romper consigo mesmo, romper com os espinhos( ambições e cuidados da vida, sedução e engano das riquezas), romper com as pedras ( com as resistências a Palavra de Deus no coração, e opiniões teológicas particulares) e crer de todo o coração; por que do contrário não conseguiras e não irás se dispor verdadeiramente.
É por não conseguirem se dispõem, a saírem da zona de conforto, muitos, são apenas críticos, assentados em rodas como nos mostra o Salmo 1.1. Eles são ímpios, conselheiros ímpios. Porque em sua indisposição, o seu comportamento é ímpio por desprezar aquilo, ou aquela disposição sincera que Deus exige em seu mandamento. "Amar a Deus, de todo o coração, entendimento, forças..." ( Marcos 12.30).
Nisto nesta falta desta disposição exigida por Deus em seu mandamento, está a impiedade dos mesmos.

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...