*Jesus e os crentes que há no templo

Tendo Jesus entrado no tempo, expulsou todos que ali vendiam e compravam; também derribou as mesas dos cambistas e as cadeias dos que vendiam pombas. E disse-lhes: Está escrito:
A minha casa será chamada casa de oração; vós, porém a transformais em covil de ladrões.
Vieram a ele no templo, cegos e coxos e ele os curou. Mas, vendo os princiais sacerdotes e os escribas as maravilhas que Jesus fazia e os meninos clamando: Hosana ao Filho de Davi! Indignaram-se e perguntaram-lhe:Ouves o que estes estão dizendo?Respondeu-lhes Jesus: Sim, nunca lestes: Da boca de pequeninos e crianças de peito tiraste perfeito louvor? Mateus 21.12-16


O texto bíblico nos mostra seis elementos; o templo, os comerciantes,o Mestre,os cegos e coxos,os principais dos sacerdotes e os escribas, as crianças. Existe no primeiro elemento, o templo os outros cinco:
*Jesus, o que não pode faltar.
* os cegos e coxos, estes são as pessoas que não tem Jesus; também representam os mais carentes, e necessitados da igreja.
Cegos, como Bartimeu( Marcos 10.46-50), sentados a beira do caminho mendingando o pão da palavra, pois são cegos e não podem trabalhar para consegui-lo, isto é jejuar, orar, examinar as escrituras; pois como o eunuco, não possuem entendimento (Atos 8.26-40)
E muitos que estão no meio de nós estão a lhes impedir de se encontrarem com Jesus.
Coxos, como o que Pedro e João( Atos 3.1-14) curaram, estes na porta do templo estão todos os dias diante de nós, querem caminhar no santo caminho, mas são coxos e todos nós lhes damos esmolas, isto é palavras sem unção, sem fé, sem esperança, mecânicas, sem a vontade que eles mesmos caminhem e adquiram dinheiro para si, aceitem Jesus e tenham como diz o Masquil feito entre os filhos de Corá (Salmo45.1), meu coração ferve com palavras boas.
E por fim existem no templo três tipos de crentes:
*os comerciantes, cambistas e os que vendiam no templo, Jesus os chama de ladrões. Este grupo de crentes não querem nenhum compromisso com Cristo, aparentam:
Nos ajudar; ser amigos daqueles que querem prestar um verdadeiro culto a Deus. Mas, na verdade são ladrões, e faziam, como Jesus havia dito, do templo de Deus, um covil de ladrões. Como injustos, roubavam, trapaceavam, e colaboravam para secularizar a vida dos adoradores do templo.Que não tinham mais, fervor em seus louvores (Isaías 29.13), pois eram frios e formais em suas adorações.
* Os principais dos sacerdotes e os escribas. O segundo grupo, é o dos crentes aparentes, mas, não verdadeiros, mestres no engano, pelos seus frutos Jesus os conhecia bem. Este grupo está na igreja, impedindo diante de Deus ou tentando impedir o grupo de crentes sinceros de a Deus adorar.
* As crianças.Aqui um grupo de crentes verdadeiros. Os humildes, e puros de coração, não caluniadores, como o segundo, não descompromissados e enganadores como o primeiro, mas, sinceros para com Deus, por isso prestavam e pretam o perfeito louvor. Não podemos confundir meninice com verdadeira adoração, este tipo de crente aqui descrito não são meninos na adoração, e sim meninos na malícia (I Coríntios 14.20).
O crente que quer ser sincero ele tem muitos opositores, este grupo de crentes sinceros, eram roubados pelo primeiro grupo, e o segundo grupo tentava diante de Jesus impedi-los de o adorar. Mas para ambos o 1º e o 2º grupo Jesus, teve a resposta, para o primeiro, os expulsou do templo, expondo-os a vergonha; expulsou os que vendiam e compravam, derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas. O segundo uma sábia chave para fechar-lhes a boca:
" Sim; nunca lestes: Pela boca das crianças de peito tirastes o perfeito louvor?"
Quero dizer com tudo isso que Jesus conhece os crentes que estão dentro de nossos templos.
E que os ímpios não subsistirão no juízo (Salmo 1.5), no juízo de Deus eles não permanecerão.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estudos em PDF

Não vos conheço...

Muletas da fé