Ponto a considerar 18: " ... e serme-eis testemunhas..."


Atos dos Apóstolos 1: 8. Mas recebereis o poder do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria, e até aos confins da terra.


Deus nos chama a sermos suas testemunhas, temos como nosso cooperador nesta empreitada o Espírito Santo. O mundo  não tem como ver o Espírito Santo, mas ele nos tem como ver, muitas pessoas rejeitam as provas visíveis, encontradas pela arqueologia bíblica, arquivada pela história da igreja, vista na biologia e  nas ciências no geral, eles as podem contestar, mas, como poderão contestar as provas vivas? Poderão, sim, até tentar, e isto faram e o fazem, mas, a presença atuante do Espírito Santo agindo por nós, torna o nosso testemunho inegável a consciência individual para quem ele for apresentado. Mesmo que o neguem para os outros, por serem obstinados, mas, não poderiam  negar, para si mesmos. E mesmo que não recebam, ou não o aceitem, todavia não poderão nega-lo.
Esta mensagem foi originalmente dada aos apóstolos que eram testemunhas oculares da pessoa de Jesus, da mensagem e realidade do evangelho. E quando receberam o resvestimento de poder, passaram a testificarem com autoridade, ousadia, e muitos milagres o Espírito Santo operava por meio dos mesmos corroborando aquilo que falavam. 
Hoje não somos testemunhas oculares da pessoa de Jesus, mas, como ainda temos o Espírito Santo em nós, e Ele testifica em nossos corações que somos filhos de Deus. Trilhando na mesma fé dos apóstolos, podemos também nos torna testemunhas vivas do Senhor Jesus, não de o termos visto.  Mas, de que Ele é vivo é real, sermos testemunhas de sua mensagem, de que é a verdade, pois que a temos provado e podemos testificar como Pedro de que só está palavra é Palavra de Vida Eterna. E assim como os apóstolos nosso testemunho da mensagem, do poder transformador do evangelho, também será corroborado pelo Espírito Santo, para que o mundo saiba que Jesus Cristo é o Senhor, para Glória de Deus Pai.
A unidade cristã tal como nosso Senhor Jesus Cristo suplicou, em João 17.21, e o amor entre os irmãos tal como o mesmo ensinou em João 13.34,35, são marcas inegáveis do testemunho de um povo que são discípulos de Jesus Cristo.
Ainda temos que ser testemunhas, ainda temos que salgar e brilhar neste mundo que jaz no maligno. Mesmo que os apóstolos tenham partido, e que tenham dado o seu testemunho, nós também temos o nosso. O nosso testemunho é diferente do deles, eles que testificaram do que viram, nós testificamos do poder daqu'Ele a quem eles viram. O nosso testemunho mostra que a Palavra ainda é viva, que o Logos ainda é vivo, que Jesus é Eterno e jamais deixará de estar Vivo, e opera a vida naqueles que esperam por Ele. Ele virá, o Espírito,  diz a Igreja, diz e aqueles que esperam também dizem Ele virá.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estudos em PDF

Não vos conheço...

Muletas da fé