TRADUTOR

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Ponto a considerar 19:..." até do sábado é Senhor".

Mateus 12: 8. Porque o Filho do homem até do sábado é Senhor."

Está expressão, o " Filho do homem, até do sábado é Senhor", foi dita pelo mestre, quando o mesmo foi questionado sobre os seus discípulos estarem colhendo espigas de trigo e se alimentando no sábado. O ato deles colherem ou mesmo prepararem alimento, num sábado, segundo a própria lei mosaica, era errado( Levíticos 23.3  ). Então diante deste questionamento, o mestre lhes expõem alguns fatos ocorridos ao longo da história dos judeus. O primeiro é o de que Davi comerá dos pães da proposição, algo que não lhe era licito comer, uma vez que ele não era sacerdote. O segundo era um que ainda estava a ocorrer, de que no sábado o sacerdote obrigatoriamente trabalhava, pois ele devia receber, preparar e oferecer os sacrifícios, deveria manter o fogo do altar aceso. Então diante dos mesmos Jesus conclui sua defesa com a frase que vimos assima. Da mesma vamos extrair algo, ou um ponto a considerar(Mateus 12. 1 a 8).
Ponto a considerar é que Jesus até mesmo do sábado é Senhor. Em outra passagem Jesus fala, que o homem não foi feito por causa do sábado,mas, o sábado por causa do homem( Marcos 2.27  ). Com essas sentenças Jesus pretende combater o entendimento equivocado, dos mestres da lei a respeito do propósito do sábado. Parecia que eles estavam agindo e vivendo em função da lei do sábado, o que não era essa a necessidade, e sim o contrário o sábado é que havia sido criado para que com o mesmo os israelitas tivessem(mesmo que forçados) um dia de folga dos seus trabalhos. No entanto está lei não deveria ser seguida de forma sega a ponto de que até mesmo o bem fosse negado ao próximo Por se tratar de um trabalho. No entanto o trabalho aqui seria em prol do próximo e não seria para propósitos egoístas. Visto que  outra passagem Jesus chama a atenção de um príncipe da sinagoga, e lhes lembrar que no sábado eles desprendiam seus animais para que eles possam ir ao campo pastar, outra ele diz que se algum destes animais caísse no  buraco eles entrariam lá para o resgatar. Aqui vemos outro equívoco deles, o de valorizar mais a vida de seus animais do que a vida do próximo( Mateus 12.9 a 14/Lucas 13.10 a 17).Hoje em dia quando se fala em aborto vemos como as pessoas se exaltam defendendo a abortante e desprezando o abortado, mas, quando se tratam de animais fazem passeatas gastam rios de dinheiro para defender a vida deles. Ou seja existe até mesmo ONGs. É a vida do próximo do semelhante sendo reduzida a lixo no quesito importância.
Outra coisa que queria pontuar aqui, é que Jesus é Senhor sobre tudo, nada está longe do domínio de seu senhorio, nem o vento, nem o mar estão longe de seu senhorio. Foi está a expressão que os discípulos usaram:
" Que homem é este que até os ventos e o mar lhe obedecem?"( Mateus 8.27   )
E ele disse que "até", do sábado ele é Senhor. Então sendo Senhor sobre tudo, tudo não escapa de suas mãos. Mas, se tudo não escapa de suas mãos então ele tem um propósito em tudo que parece ter escapado. Poderia ter ele impedido o vento de soprar o barco e de agitar as águas, mas, ele já tinha dado a fé aos discípulos e também já os tinha ensinado, não carecia dele fazer nada a não ser responder aos discípulos quando os mesmos dessem um passo de fé, mas, isto ele não faria fisicamente.
Este, " até" do sábado ele é Senhor, enfatiza nos também que não podemos por nada acima de Deus, que nada é senhor do Senhor, mas, ele é senhor sobre tudo. Que nada o controla, nem mesmo a nossa falta de fé, mas, ele está no controle de tudo. Também outra coisa que nos fica claro por meio desta declaração é que, não podemos viver a serviço das coisas, e das circunstâncias e do meio no qual estamos imergidos, mas, a serviço apenas do Senhor. Até mesmo um empregado cristão quando serve a seu senhor humano, deve fazer isso como se estivesse fazendo para Deus, ou de certo deve fazê-lo para Deus. Assim como os anjos são espíritos ministradores, que nos servem a mando de Deus, e não a nosso comando, porque não são nossos servos e sim nossos coservos; de igual modo o empregado cristão é servo de Deus a serviço do próximo, e o que ele faz ele não faz para o homem e sim para Deus. Foi o mesmo Jesus nosso Senhor, quem disse a Pilatos, que ele não teria nenhuma autoridade se não tivesse recebido de cima. É claro que Pilatos certamente não entendeu o que Jesus dizia, pois de certo pensou se tratar de César, mas, Jesus estava falando de Deus( João 19.11,12). Essa compreensão não deve gerar em nós um comportamento soberbo e rebelde, mas, pelo contrário deve nos conduzir a uma postura de santo temor em nosso trabalho, para obedecermos e não contratarmos nossos patrões, os quais não teriam a autoridade que tem se não lhes fosse ela delegada por Deus.
Mas, por outro lado isso, nos conduz a uma postura de liberdade em Cristo Jesus nosso Senhor, na qual não precisamos viver açoitados e forçados pelas ansiedades e circunstâncias da vida. Nisto também o nosso Senhor nos orientou, para não andarmos ansiosa nem, pelo comerel e beber, nem pelo vestir, nem pelo dia de amanhã, e Paulo, inspirado pelo Espírito Santo completa o argumento dizendo não andeis ansiosos por coisa alguma (  Mateus 6.25 a 34/  Filipenses 4.6).

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...