No meio ainda tem algo

"E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará"(João 8.32)
Recentemente eu parei no YouTube para ouvir a pregação de um cantor cristão famoso, que decidiu que também tem o chamado para pregar, ele escolheu um tema muito ousado para sua pregação, e o tema era: " O errado pode dar certo". Isto me deixou curioso para o ouvir, ele com um sorriso brincalhão no rosto, depois de cantar vários hinos, resolveu começar a ministração. Eu estava animado a o ouvir até que ele fez a seguinte afirmação;" só existe uma verdade absoluta e ela é Deus, todas as outras são relativas". Com isso ele queria argumentar que não existe coisa errada ou certa, que tudo dependeria do ponto de vista. Diante do exposto desisti de assisti-lo, pois, se algo não é errado porque Deus insistiria conosco em que nos arrependamos do pecado,se o pecado pode não ser pecado? 
Recentemente também vi está foto que usei de ilustração desta postagem, no Facebook, postada por um irmão na fé e tive que escrever nos comentários."
A verdade no entanto está no meio, nos pontos extremos estão apenas percepções diferentes da mesma verdade. Logo não importa qual seja a tua verdade no meio ainda tem algo, e a verdade ainda subsisti."
O que eu quis dizer com isso? Eu quis dizer que a verdade, real e independente das relações existentes. Tenho que dar o braço a torcer, pois realmente existe verdades relativas, mas, insisto em afirmar que elas não são verdades em si, mas, que como disse ao meu irmão em Cristo no Facebook. As verdades relativas são apenas perspectivas diferentes de uma mesma verdade. Logo a verdade real e absoluta ainda está ali no meio. Digo mais existem verdades relativas e verdades absolutas, dentro do campo da perspectiva vamos lidar com as verdades relativas, que são verdades relacionais. Para que se saiba, se são verdades ou não, basta ver a sua relação com a verdade sobre a qual ela está relacionada, ou o fato, ou o assunto. Mas em si estas verdades não são verdades, pois elas são perspectivas falhas e equivocadas, a respeito da verdade, e ao analisarmos a sua relação com a verdade a qual ela está relacionada (daí se diz verdade relativas) poderemos chegar a conclusão se é ou não verdade. Logo a verdade relativa ainda tem outra dependência, por ser relativa ou relacional, é a de que a verdade a qual ela se relaciona ser ou não uma verdade. Pois sendo uma verdade, toda a verdade em relação a ela é uma verdade, mas, sendo mentira segue-se que toda a verdade em relação a ela é na verdade mentira. Complicado não é? Pois é, por isso é que se chama verdade relativa.
Agora a verdade absoluta é verdade em si, ou seja, ela não precisa de uma relação para ser verdade.  Sendo assim Deus não é a única verdade absoluta, mas, é a verdade primeira, e original de todas. Daí se depreende o conceito de verdade maior, as demais verdades absolutas são verdades em si, mas, sendo Deus a origem de todas as coisas criadas, toda a verdade absoluta criada depende de Deus para existir como coisa, mas, não como verdade. E toda a verdade absoluta assim como o espaço e a eternidade, depende de Deus para defini-los, mas, são verdades em si. 
Isso logo difere a verdade relativa da verdade absoluta, pois uma é relacional e outra é em si. E isso difere Deus das demais verdades absolutas criadas, ou nele, ou dele originadas. Ele é assim a verdade maior e elas são simplesmente verdades. Como exemplo de verdade absoluta temos a existência de vidas, os fatos, o resultado de um cálculo simples de matemática.  Você pode dizer, dois mais dois são quatro, três mais um também são quatro. E vai dizer isso então é relativo, e eu vou concordar que outros cálculos podem chegar ao mesmo resultado, mas, eles a princípio serão apenas uma derivação do mesmo cálculo, e que embora os números tenham mudado o resultado permanece absoluto.
Logo não importa o que acontece no mundo, Deus ainda permanece soberano em seu trono e isso não muda. Ele não disse ser, uma verdade, ele disse que é a verdade. Falei que existe verdades relativas, e absolutas, mas, também existe os achismos e os equívocos. E para toda a escuridão que existe no mundo devido os achismos do relativismo moral, e dos enganos das falsas religiões, e dos falsos irmãos, existe uma luz que brilha forte expulsando todas as trevas de engano. Está luz, é o evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, a pregação do evangelho vem clareando e tirando toda está confusão, pois diante dele não há engano, e aqueles que o acham não andam confundidos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O cetro da impiedade

Palavra importante 9: Equidade

Quem são os que distorcem as Escrituras?