Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

Táticas do espírito do Anticristo.Parte 11

Imagem
Contaminação:

Alem da primeira tática do espírito do Anti-Cristo que tenho refletido, que é a divisão. O espírito do Anti-Cristo dentro do cristianismo promove ou age também contaminando. Contaminação, é macular a sã doutrina por meio de idéias, sentimentos e movimentos semeados. Vamos dividir esta contaminação em duas, uma de cunho religioso, outra de cunho ideológico.
*De cunho religioso temos os “ismos”.Quando falo de cunho religioso, me refiro aquela contaminação própria da religião quando o homem esquece de suas raízes, de seu Deus e da santa palavra de Deus. Citarei aqui apenas dois ismos.
Sincretismo: Esse se refere a mistura de elementos de outras culturas religiosas ao cristianismo, ai vemos desde elementos do judaísmo, até elementos do culto afro-brasileiro. Como exemplo temos os deuses africanos dentro dos templos católicos identificados como santos, temos o uso de elementos e práticas do espiritismo usados pelos neo-pentecostais, como o descarrego, o uso de sal. O sincretis…

Por que há tantas pregações ruins?

Imagem
POR CARL TRUEMAN | 04 de dezembro de 2013

A pregação é fundamental para o protestantismo. A proclamação da palavra de Deus é o meio primário pelo qual o cristão encontra Deus. Assim, a pergunta óbvia é: por que tantas pregações são tão ruins?
Esse não é um problema encontrado apenas em pequenas igrejas das quais ninguém jamais ouviu. Alguns anos atrás eu estava em uma conferência onde um grupo de pregadores estava sendo apontado como modelos para serem seguidos. Um desses pregadores, de uma das maiores e mais conhecidas igrejas evangélicas do universo dos novos calvinistas fez um sermão cheio de belas anedotas pessoais. Ao fim, ele havia enternecido meu coração em seu favor, como pessoa. Mas como pregação, aquilo foi simplesmente terrível, funcionalmente desconexo do texto bíblico que havia sido lido. Sinceramente, ele poderia muito bem ter substituído a leitura bíblica por um solilóquio de Rei Lear e não precisaria mudar uma sentença sequer do sermão. Pode ter sido eloquente e emocio…