Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2016

O plano de Deus e eu, e você!

Imagem
João: 3. 16. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. 17. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. - Bíblia JFA Offline Você já pensou no plano de Deus para sua vida? Você vive a vida, sem pensar em nada, porque na maioria das vezes quando você para pra pensar, você é tomado por uma angústia. Então porque Deus, o onipotente permitiu a sua existência? Seria um ato de sua bondade ou uma maldade sarcástico, de criar alguém para sofrer num mundo, miserável e mesmo assim, ainda depois de tudo ser condenado? Em Jeremias Deus nos diz assim: Jeremias: 29. 11. Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança. - Bíblia JFA Offline E Tiago nos dá a seguinte informação sobre o caráter de Deus: Tiago: 1. 13. Ninguém, sendo tentado,

O que éramos

Imagem
Romanos: 5. 7. Porque dificilmente haverá quem morra por um justo; pois poderá ser que pelo homem bondoso alguém ouse morrer. 8. Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós. - Bíblia JFA Offline 1° "Dificilmente haverá quem morra por um justo", o texto não fala que ninguém morreria, mas, que é uma coisa difícil de acontecer. Ora o justo,por ser justo não é uma pessoa carismática, seu jeito íntegro e imparcial não o deixa cair nas graças do povo. Pode ser que se alguém enchergar nesta justiça a bondade real, ele consiga alguém que se arrisque morrer, por ele, mas, isso seria difícil. 2° " Pois poderá ser que pelo homem bom alguém ouse morrer". Agora a situação do homem bom, se encontra um pouco melhor que a do justo. Pois pessoas bondosas geralmente gozam de serem pessoas carismática, de atrair a admiração dos homens, principalmente daqueles beneficiados pela sua bondade. Mas, quando o assunto é dar a

O que te importa?

Imagem
"Porém, respondendo Pedro e os apóstolos, disseram:Mais importa obedecer a Deus do que aos homens". Atos 5.29 Quando esse episódio da história da igreja aconteceu, os apóstolos haviam sido encurralados pelas autoridades judaicas contra a parede, para que parassem de difundir o evangelho, de falar e ensinar no nome de Jesus, eles não recuaram e nem mudaram seus discursos, não suavizaram o evangelho, nem adaptaram o evangelho para serem poupados. Mas gostaria de me ater a uma pergunta que ocorre agora a qual é: O que te importa nesse momento de sua vida como cristão? Os apóstolos tinham bem definidos para eles o que lhes importava, e o que significava obedecer a Deus.Obedecer a Deus era nada mais nada menos que a propagação da mensagem de que Jesus Cristo é o Filho de Deus, o qual foi enviado ao mundo para salvar no mundo a todo aquele que nele confiar, ou seja que confiar que Jesus poderia satisfazer a justiça de Deus e reconciliar o homem com Deus, salvando-o da condenação

O Eterno e Eu

Imagem
Por que Deus disse, que provaria o povo,"para ver se seguem ou não" as suas instruções?(Êxodo 16.4).Ou, por que a palavra diz que viu Deus,que a luz era boa?(Gênesis 1.4). Por que isso, sendo o Senhor Eterno, e portanto onisciente? Pelo mesmo motivo que afirmou para Moisés que foi em 6 dias que fez tudo, e que ao 7º descansou(Gênesis 2.2); sabendo nós hoje que até no sábado Deus trabalha(João 5.17). E qual seria este motivo? Por que somos limitados, se Deus se assenta-se no seu trono e arrodear-se de suas criaturas e fosse-nos explicar, seus grande "porquês",não compreenderíamos por completo, ou seja ficaríamos cheios de dúvidas. Pois quando para sanarmos as nossas dúvidas, entramos em áreas complexas e ou que foge a nossa compreensão, adquirimos mais dúvidas. Por isso as respostas de Deus correspondem a nossa capacidade de entendimento; foi assim com Moisés e com o povo da época em que se escreveram as escrituras e é assim hoje da mesma forma. A passagem de Jesus

Música sacra, evangélica, secular e profana.

Imagem
Texto base: João: 4. 22. Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos; porque a salvação vem dos judeus. 23. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. - Bíblia JFA Offline 1. Qual a diferença entre música sacra, secular e profana? *A música sacra, em sentido restrito (e mais usado), é a música erudita própria da tradição religiosa judaico-cristã. Em sentido mais amplo é usado como sinônimo de música religiosa, que é a música nos cultos de quaisquer tradições religiosas( essa é uma opinião da Wikipedia, nem toda música religiosa é litúrgica e sacra, e nem toda música religiosa cantada nos cultos faz parte da tradição). A expressão foi criada pela primeira vez durante a Idade Média, quando se decidiu que deveria haver uma teoria musical distinta para a música das missas e a música do culto, e tem em sua forma mais antiga o canto gregoriano. A música sacra f