TRADUTOR

segunda-feira, 29 de abril de 2019

Ponto a considerar 22: "Guarda o que tens..."

Eu fico triste as vezes quando me deparo com situações onde me é apresentado pessoas a quem foram tomadas a coroa da vida, a quem foram roubados aquilo que tinham. Quando vejo uma seita subjugando crentes muitos as vezes até letrados teólogos( mas que lhes faltaram o discernimento), que se curvam a outra fé negando a fé Bíblica. Muito recentemente assisti um filme (o qual achei que era cristão) pelo YouTube, de origem chinesa, dublado em português, onde um grupo de igrejas domésticas haviam sido atacadas, e diante  da opressão aqueles irmãos começaram a questionar a promessa da vinda de Jesus, e então logo foram buscar um esclarecimento melhor. Neste espaço de tempo, um membro propondo que ouvissem e havaliassem as pregações de uma seita que dizia que Jesus estava aqui em carne, uma seita de nome "Igreja do Deus Todo-poderoso". Assisti as longas duas horas do vídeo o qual descobri ser um material de proselitismo, neste a igreja se reuniu e ouviu passivamente os argumentos, os poucos que se manifestavam contra, tinha argumentos fracos e eles começaram dizendo que Jesus viria em segredo e viria em carne como em sua primeira vinda, e que assim como os líderes da lei, os pastores e presbíteros também fariam. Depois em seu segundo encontro com a igreja procuram com êxito aos olhos daqueles crentes destruir a autoridade da Bíblia como a inerrante Palavra de Deus( usaram o argumento de que na Bíblia também há palavras de homens e de demônios). Em seu terceiro encontro destruíram aos olhos daqueles crentes leigos a autoridade eclesiástica de seus líderes.
Em outro tempo, encontrei outra aucateia que buscava abocanhar os fiéis dizendo que o nome de Jesus, é um falso nome de outro deus, tentaram traduzir Jesus, como'' cabeça de porco, ou cabeça de cavalo". Diziam e ainda dizem que não se deve traduzir, nem transliterar o nome de Jesus. Deixei neste blog, minha defesa do nome de Jesus, no texto de título," Os três testemunhos do nome de Jesus". Quando ainda era, jovem vi um caso de um irmão professor de escola bíblica dominical, que se converteu as "Testemunhas de Jeová",  neste mesmo tempo um colega que era filho de crente se batizou no catolicismo romano. Hoje pensando neste assaltos posso compreender, o sentimento embora equivocado, de muitos pastores e irmãos assembleianos, com respeito aos esclarecimentos da teologia no seio da Assembleia de Deus. Eles embora equivocados, tem um sentimento justo, de repulsa e tristeza quando vêem teólogos dizendo que eles haviam pregado errado, e interpretado errado a palavra de Deus, sentem que a igreja tem se desviado da verdade. E embora estejam equivocados quanto ao em que sentido elas tem se desviado( pois atribuem a questões de usos e costumes, com base em versículos isolados), no entanto estão certos quanto a temer o desvio e declínio de muitos na igreja. O sentimento como já disse é justo, e tenho este mesmo sentimento em relação a qualquer irmão ou irmã que eu veja, sendo arrastado por estás aucateias. O que estiver em minha mão, eu farei com a graça e a direção de Deus, para afugentar estes lobos das ovelhas que me cercam, mas, e àquelas que estão longe, e àquelas cujos pastores apenas se apascentam a si mesmo, e os lobos vem e as arrebata?
Dois textos bíblicos me vem a mente um em Apocalipse 3: 11. O qual diz:
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa."
E o outro em 2 Tessalonicenses 2: 1e 2. Que diz assim:
" ORA, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele, que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto."
O primeiro diz sobre reter o que temos, para não termos a nossa coroa tomada de nós. O segundo fala sobre não sermos tão fáceis de mudarmos de entendimento, principalmente nesta era tão nebulosa de mentiras as quais o "enganador das nações" vem disciminando, e são muitas. Se ele não consegue tirar você de Cristo ou da igreja, logo então ele procura corromper você para que estando lá você ou estando no mundo não faça a diferença pois já estarás perdido. O texto diz que guarda o que tens, é necessário mantermos vivas as palavras de Jesus em nossos corações e não nos movermos delas em hipótese alguma. Mesmo que pareça às vezes estarmos equivocados, mesmo que pareça que somos nós os errados, pois o inimigo vai chegar lá. Ele vai chegar ao ponto de colocar a verdade como mentira, mas, não se iluda nem se esmoreça, a verdade ela é como o ouro puro, quanto mais testada, mais resplandecente ela é.  A verdade não se contradiz, ela não se anula quando em choque com outra, pelo contrário ela se evidencia. E quando em choque com a mentira ela não se abala. Mas diferente dela, aqueles que a detém estes se abalam, por isso não é necessário apenas o conhecimento raso da verdade, mas, sim a convicção da verdade.
Estar convicto  é como uma garrafa de vinho lacrada, ela pode ser lançada num rio de imundície e mesmo assim seu conteúdo estará intocável, incontaninavel, ainda próprio para o consumo. Como este lacre, assim funciona a convicção para aqueles que detém a verdade. Eles são como a garrafa, a verdade como o conteúdo, e a convicção como o lacre.
Aqueles que defendem a mentira não dependem de convicção, apenas de outras mentiras para tampar os buracos deixados pelas outras, é um ciclo interminável.
Mas, e quando usam a verdade com intenções mentirosas? De certo as trevas são muitas neste mundo de forma que as vezes elas chegam a no empurrar de tão densas que são. Mas, lembrei-me agora de um Salmo que diz(Salmo 36. 9) " Na tua Luz veremos a luz". De certo o salmista entendia este dilema, quando a mentira se veste como verdade, tem aparência de verdade, cheiro de verdade, é para muitos uma verdade, neste momento só conseguimos enxergar a sua verdade diante do brilho irresistívelmente forte da iluminação do Espírito de Deus. Somente ao resplendor da verdade de Deus podemos discernir qual é a verdade.
Certamente não posso crer que um cristão eleito morra num engano mortal, afinal ele é um eleito. Mas são muitos os lobos que se tem infiltrado em nossos rebanhos e eles não tem perdoado a ninguém. Cabe aos líderes que são santos e sinceros repreender aos tais com aquela mesma autoridade que Paulo repreendeu a Elimas, o qual atrapalhava ao procônsul a crer na verdade do evangelho.
Atos dos Apóstolos 13: 6 a 12.
"E, havendo atravessado a ilha até Pafos, acharam um certo judeu mágico, falso profeta, chamado Barjesus, o qual estava com o procônsul Sérgio Paulo, homem prudente. Este, chamando a si Barnabé e Saulo, procurava muito ouvir a palavra de Deus. Mas resistia-lhes Elimas, o encantador (porque assim se interpreta o seu nome), procurando apartar da fé o procônsul. Todavia Saulo, que também se chama Paulo, cheio do Espírito Santo, e fixando os olhos nele, disse:
Ó filho do diabo, cheio de todo o engano e de toda a malícia, inimigo de toda a justiça, não cessarás de perturbar os retos caminhos do Senhor? Eis aí, pois, agora contra ti a mão do Senhor, e ficarás cego, sem ver o sol por algum tempo.
 E no mesmo instante a escuridão e as trevas caíram sobre ele e, andando à roda, buscava a quem o guiasse pela mão. Então o procônsul, vendo o que havia acontecido, creu, maravilhado da doutrina do Senhor."
A partir deste tópico gostaria de expor, minha defesa da fé cristã ortodoxa contra os argumentos que pude presenciar deles contra a ortodoxia cristã.

*1°. Ataque.

" Disseram que Jesus, se reencarnou e que está entre nós".
De certo está é a crença deles, e se baseiam em textos bem isolados da Bíblia (porque na verdade não se preocupam com a coerência bíblica, pois não a tem como a palavra de Deus).
O texto usado por eles no filme foi; "Apocalipse 1: 7. Eis que ele vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram; e todos os povos da terra se lamentarão por causa dele. Assim será! Amém."
Então eles disseram; como pode ser isso? Se aqueles que haviam traspassado Jesus já, havia morrido? Eles então afirmaram que isso aconteceria porque Jesus veio outra vez, e as pessoas o mataram novamente, o traspassaram novamente.
Ora quem lê deve entender a luz do contexto sagrado de Apocalipse, são palavras do próprio João, o qual fala profeticamente, e em concordância com as profecias de outro profeta do antigo testamento, o qual diz:
"Zacarias 12: 10. Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e prantearão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito. 11. Naquele dia será grande o pranto em Jerusalém, como o pranto de Hadade-Rimom no vale de Megido. 12. E a terra pranteará, cada família à parte: a família da casa de Davi à parte, e suas mulheres à parte; e a família da casa de Natã à parte, e suas mulheres à parte;"
Note que o texto de Zacarias, bem como o texto de João, são coerentes ou seja, não se anulam. Este texto trata da nação de Israel, e não das pessoas da época de Jesus. E fala sobre a sua vinda em Glória, na qual todo o olho o verá.
Outro argumento dos tais é que, "a Bíblia diz que Jesus virá em secreto", se baseiam com as passagens que Jesus refere a sua vinda com a de um ladrão a qual ninguém sabe, nem o dia e nem a hora. Todavia o texto não diz a forma como ele virá, pelo contrário em outra passagem, em que Jesus fala sobre " a trombeta", ele fala que nós é que iremos ao encontro dele, pois, aonde estiver o corpo aí se ajuntaram as águias. Se refere ao arrebatamento como algo assim tão inédito, sem que as pessoas saibam. Ou seja, será a vinda d'Ele para nos buscar. Mas por eles o texto do ladrão é usado para exemplificar que Jesus virá em corpo frágil para denovo ser transpassado pelos homens.
Quem lê entenda o contexto:
"Mateus 24: 36. Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai. 37. E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. 38. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, 39. E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem. 40. Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro; 41. Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra. 42. Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. 43. Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa. 44. Por isso, estai vós preparados também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis."
O contexto fala de ser levado, corroborando a idéia de arrendamento. Conforme o texto da trombeta veja o texto:

"Mateus 24: 29. Jesus disse:
— Depois daqueles dias de sofrimento, o sol ficará escuro, e a lua não brilhará mais. As estrelas cairão do céu, e os poderes do espaço serão abalados. 30. Então o sinal do Filho do Homem aparecerá no céu. Todos os povos da terra chorarão e verão o Filho do Homem descendo nas nuvens, com poder e grande glória. 31. A grande trombeta tocará, e ele mandará os seus anjos para os quatro cantos da terra. E os anjos reunirão os escolhidos de Deus de um lado do mundo até o outro."
Como pre-tribulacionista e dispensacionalista, entendo a idéia bíblica de que Jesus antes de vir em Glória e poder nas Nuvens antes arrebatará a sua igreja. A Bíblia todavia não trata de uma vinda física e sim de que ele ainda estará nos ares antes quando nos encontraremos com ele, ou seja não se trata de mais uma vinda, e sim de uma fase distinta da mesma vinda, a qual será em grande Glória e não mais em ignomínia. Note o texto:
"1 Tessalonicenses 4: 15. Dizemos a vocês, pela palavra do Senhor, que nós, os que estivermos vivos, os que ficarmos até a vinda do Senhor, certamente não precederemos os que dormem. 16. Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá do céu, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. 17. Depois disso, os que estivermos vivos seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre. 18. Consolem-se uns aos outros com estas palavras."
Para concluir está parte, assim diz o próprio Senhor Jesus, sobre este Cristo reencarnado:

 "Mateus 24: 22. Se aqueles dias não fossem abreviados, ninguém sobreviveria; mas, por causa dos eleitos, aqueles dias serão abreviados. 23. Se, então, alguém lhes disser: ‘Vejam, aqui está o Cristo! ’ ou: ‘Ali está ele! ’, não acreditem. 24. Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão grandes sinais e maravilhas para, se possível, enganar até os eleitos. 25. Vejam que eu os avisei antecipadamente. 26. "Assim, se alguém lhes disser: ‘Ele está lá, no deserto! ’, não saiam; ou: ‘Ali está ele, dentro da casa! ’, não acreditem."
Para terminar este tópico, quem fala de uma segunda vinda de Jesus, para morrer mais uma vez, ainda não entendeu o objetivo da primeira vinda de Jesus, e coloca o sacrifício de Cristo como inválido, insuficiente(Hebreus 9.26 a 28).

*2°. Ataque.

" Disseram que a Bíblia não é a palavra de Deus, mas, contém a palavra de Deus, assim como a de homens e de demônios."
Para quem vê a Bíblia como um livro qualquer, pode até ser assim. Mas, para aquele que crer que nela, se contém a vida eterna, conforme Jesus ratificou e não negou, para estes ela é a Palavra de Deus, e não um mero instrumento usado por Deus. Curiosamente os mesmos, andam com um livro, de origem duvidosa, ao qual o chamam de a "palavra do todo poderoso". Isto é típico de todas as seitas heréticas, sempre procuram desfazer da autoridade da Bíblia, e em contrapartida introduzem outra escritura no lugar.
A Bíblia todavia tem se mostrado nos séculos com a inerrante Palavra de Deus. Concordo que na Bíblia contém dizeres de Deus e de outros, mas, ela não é a palavra de Deus só porque contém a palavra dita por Deus, mas, por causa da inspiração divina que orientou os homens de Deus sobre o conteúdo que nela haveria de ser escrito. Nela ele ainda nos fala hoje, e mesmo que nos testo esteja a palavra de homens, todavia estas palavras foram inspiradas pelo Espírito de Deus, e podem ser usada pelo mesmo em nossa orientação. E quanto as palavras de demônios? Creio que serve também para nossa orientação a respeito da realidade espiritual e da natureza de nosso inimigo, tantos os homens do mundo quanto dos demônios. É claro também há outro aspecto em que está palavra se caracteriza a palavra de Deus, no sentido de que por ela o Espírito Santo nos orienta em como proceder para agradar a Deus. Logo não é a palavra de Deus num sentido de que ele disse, mas, num sentido de que nela Deus manifesta a sua vontade ao homem que o teme e que a mesma foi escrita por  homens inspirados por Deus.
Paulo diz que toda escritura divinamente inspirada é proveitosa. Mas, os mesmos não aceitam a palavra de Paulo, pois como os mesmos falam não foi Jesus quem disse. Mas, como vimos em Mateus 21 42/22.29/26.51a56, em Lucas 24.45 e em João 5.39, o Senhor Jesus, não despresou, mas, ratificou as escrituras como inspiradas.
Aqui não me cabe, mais debater, pois como já de início mostramos o Jesus deles não é o verdadeiro, passarei para o último ataque deles, mostrado em seu filme de proselitismo.

*3°. Ataque.

" Eles rejeitam Paulo e as autoridades da igreja, dizendo que as mesmas perseguiram a Cristo de novo e deram semelhantes aos fariseus".
Se rejeitam a Cristo, se rejeitam a Bíblia é de pouco saber, que rejeitam também aos pastores, apóstolos e presbíteros, acusando os de ladrões interesseiros e falsificadores da palavra de Deus. Pois para era de se esperar que assim procedessem. Hoje em dia muitos atacam as religiões, usando as referências de homens corruptos de nossos dias como exemplo para rejeitarem a própria igreja, isto acontece tanto pelos que estão de fora, quanto pelos que estão dentro.
Já comentei a base do argumento deles acima. E é algo típico de seguidores de Satanás, eles chegaram perante a Jesus e perguntaram. "Com que autoridade fazes isso?( Mateus 21.23 ). Ora sabemos que os apóstolos receberam autoridade de Jesus para pregar o evangelho e foram orientados pelo Espírito a estruturar a igreja, constituindo sobre ela pastores, presbíteros, diáconos, e é sobre esta autoridade cristo-apostolica que se ergue a igreja de Cristo hoje então:

Lucas 6: 13. E, quando já era dia, chamou a si os seus discípulos, e escolheu doze deles, a quem também deu o nome de apóstolos:
Lucas 11: 49. Por isso diz também a sabedoria de Deus: Profetas e apóstolos lhes mandarei; e eles matarão uns, e perseguirão outros;
Atos dos Apóstolos 1: 2. Até ao dia em que foi recebido em cima, depois de ter dado mandamentos, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera; 3. Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas provas infalíveis, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando das coisas concernentes ao reino de Deus. 4. E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que, disse ele, de mim ouvistes. 5. Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias.
Atos dos Apóstolos 6: 3. Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre esta necessidade. 4. Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra. 5. E este parecer contentou a toda a multidão, e elegeram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, e Filipe, e Prócoro, e Nicanor, e Timão, e Parmenas e Nicolau, prosélito de Antioquia; 6. E os apresentaram ante os apóstolos, e estes, orando, lhes impuseram as mãos. 7. E crescia a palavra de Deus, e em Jerusalém se multiplicava muito o número dos discípulos, e grande parte dos sacerdotes obedecia à fé.

Efésios 4: 10. Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas. 11. E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, 12. Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; 13. Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, 14. Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.
1 Coríntios 12: 28. E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas. 29. Porventura são todos apóstolos? São todos profetas? São todos doutores? São todos operadores de milagres? 30. Têm todos o dom de curar? Falam todos diversas línguas? Interpretam todos? 31. Portanto, procurai com zelo os melhores dons; e eu vos mostrarei um caminho mais excelente."

Para mim, já é suficiente o as Escrituras fala sobre o assunto, por isso não discorreu mais sobre os desvarios desta seita. Em outra postagem de tema semelhante, procurarei falar sobre outras heresias que passam disapercebidos. Deus vos abençoe.

sábado, 20 de abril de 2019

Série creio 15: Unigênito, Senhor e Cristo

3. No Senhor Jesus Cristo, o Filho Unigênito de Deus, plenamente Deus, plenamente Homem, na  e no seu nascimento virginal, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição  dentre os mortos e em sua ascensão vitoriosa aos céus como Salvador do mundo (Jo 3.16-; Rm 1.3,4; Is 7.14; Mt 1.23; Hb 10.12; Rm 8.34 e At 1.9);
O crédulo das Assembleias de Deus, foi revisado, tendo a ordem e o conteúdo de alguns tópicos alterados, e outros tópicos acrescentados. A partir deste ponto estaremos revendo alguns tópicos, e vendo alguns que não existiam.
"No Senhor Jesus Cristo, o Filho Unigênito de Deus".
Aqui há três realidades envolvendo o nome de Jesus. Ele é Senhor, o seu senhorio a sua autoridade geral, de posse está sobre todo o universo criado, e de direção está sobre a nossa vida sobre a vida daqueles que se submetem voluntariamente a Ele. Como Senhorio eu abordo duas coisas, a de que Ele é o dono de tudo, e a realidade do reconhecimento disto por nossa parte. No tocante ao reconhecimento de nossa parte está a ideia de que além de reconhecer cabe a nós o dever moral de nos submetermos a Ele, e isso só ocorre quando somos guiados pelo seu Espírito, porque na carne não tem como obedecermos a sua lei.
Aqui também há outro ponto, de que mesmo que não nos submetamos a Ele como Senhor, isso não invalida o direito dele sobre nós, apenas abre espaço para o usurpador. A opção de nos submetermos voluntariamente parte d'Ele é Ele quem deseja que seja assim.
Segunda realidade, Jesus Cristo, ou seja Ele é Jesus ou a salvação que vem de Deus, Ele é Cristo o Messias o ungido de Deus. Concluindo Ele é o escolhido e ungido de Deus para que nos trouxesse a salvação. E  Ele é o Senhor da salvação, o único, aquele que detém o poder para realizar este feito, o de nos resgatar de nossos caminhos de condenação e morte, o único que pode nos salvar.
E agora, quem poderá nos defender? Não é o Shapolin Colorado, mas, sim é Jesus Cristo o Justo.
Ele é o unigênito, ou o único gerado, está expressão levá-los a falar sobre a doutrina da geração eterna de Jesus (não de sua geração humana, mas, a divina), não se trata de algo novo ou recente, o termo eterno implica algo que não tem início e nem fim, mas, pode significar também algo que emana do eterno, pois quando Jesus diz que teremos vida eterna ( Mateus 19:29). Ele está falando de comunicar-nos a sua vida, de dar-nos a imortalidade em comunhão com o Pai, longe da condenação eterna. Note que a condenação também é eterna, isso porque tanto a vida quanto a condenação se diz delas em relação com Deus o eterno, por causa disso é eterna, e não no sentido de ser realmente eterna, no entanto tanto uma quanto outra são infinitas devido a imortalidade do espírito humano( neste sentido palavra morte indica apenas a separação da comunhão com Deus e a entrega da alma ao tormento eterno).
Mas, voltando ao assunto a geração eterna indica que Jesus é de procedência do Pai, que ele foi gerado do Pai, mas, que este fato se dá de forma eterna, logo não tem um momento no tempo espaço contínuo, em que esse fato se deu, por ser eterno não tem início nem fim. Aqui há uma questão dogmática, mas, a única afirmação bíblica é que Jesus é Deus, e que Ele é o Filho de Deus Pai, que é o unigênito do Pai, no entanto a mesma não entra nos méritos da questão, nem mesmo diz como isso se dá ( João 1.18). A doutrina da geração eterna merece ser considerada é uma doutrina da igreja antiga, está no crédulo de Calcedônia, no entanto a mesma não explica toda questão. Isso porque ela, tenta com isso combater o arianismo dizendo que Jesus não é uma criatura, pois ele não foi criado e sim gerado. Por isso ainda deixa a questão se ele foi gerado, então isso quer dizer que ouve um momento de sua concepção, ouve em outras palavras teve um início. A ideia precisa ainda ser melhor trabalhada, mas, prefiro me ater ao que está em Deuteronômio que diz que o que foi revelado é para nós e nossos filhos, mas, o que está em oculto é para Deus. Algumas doutrinas cristãs do segundo século em diante, surgiram para combater eresias e outras para tentar defender o evangelho diante do mundo. Mas, minha observação se baseia em 1 Coríntios 1. 18 a 24, que diz que não foram muitos os sábios que creram no evangelho, e que o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, que aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação. Para muitos gregos a mensagem do evangelho era loucura, e não é diferente em nenhuma época, as pessoas que crêem, não são convencidas e convertidas ao contemplarem a sabedoria de Deus, e sim ao crerem no evangelho que para muitos é tolice.
O que eu quero dizer com isso?  Cremos que Jesus é o Filho unigênito de Deus Pai; o resto é especulação teológica que leva para a confusão e questões intermináveis( I Timóteo 1.4   ).
"... plenamente Deus, plenamente homem..."
O plenamente quer dizer que ele é cem por cento, que em si não há nada nele que diminua qualquer de suas naturezas, ele é Deus e é homem. A palavra de Deus, diz que Ele se fez servo,  se esvaziou, ou aniquilou-se a se mesmo, se humilhou assumindo a forma de servo( Filipenses 2.5 a 8  ). Em outras palavras Ele virou literalmente um homem sem deixar de ser Deus em nada, mas, estando aqui, mostrou-se igual a todos, sendo porém um servo fiel em tudo, sem errar em nada no tocante ao mandamento que receberá de seu Pai. Por isso ele pode dizer aos seus discípulos e a nós;" tende bom ânimo eu venci o mundo", (João 16.33) que impacto estas palavras poderiam causar se fosse dita por alguém, o qual não podesse ser, tentado assim como nós? Segundo o crédulo Ele é uma pessoa com duas naturezas, e digo que é assim como a trindade que é um Deus(um ser)  formado por três pessoas.

Estudos em PDF

Aqui nesta postagem, estou colocando todos
os links da série de reflexões, "O provar de Deus", e para quem desejar ter a série em PDF pode baixar toda a série organizada num único PDF.

* Link um.

*Link dois.


Link para o PDF.


* Aqui a baixo segue os links de outro estudo postado aqui neste site, e o link de seu PDF. Este é o da série "Táticas do espírito do Anti-Cristo", postado em 14 postagens:

Link um.

Link dois.


Link do PDF.


*Aqui um estudo postado em 4 postagens diferente, baseado na Parábola do Semeador".

A baixo segue o link para download, é só clicar na foto para baixar o PDF:



Há baixo segue, mais alguns links de apostilas que desejo compartilhar com os irmãos:



DEPRAVAÇÃO MORAL

EXPOSIÇÃO POR FINNEY

GOVERNO MORAL

INTRODUÇÃO A HEBREUS

INTRODUÇÃO A AMILENISMO

MÚSICA  CRISTÃ

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...