TRADUTOR

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Geração sem arrependimento!


Já foi feita a pergunta: “Quem não erra?” De certo precisamos sermos mais, prontos a perdoar do que a condenar, a incluir do que a excluir, pois é mais fácil lançar um pecador no inferno do que resgatá-lo para o céu. Agora resta-nos fazer mais uma pergunta. Se certo é que todos erramos, então quem está arrependendo, ou arrependido de seu erro?João o Batista, foi muito feliz em sua colocação quando disse aos que vinham até ele procurando fazer parte daqueles que eram por ele batizados. “Produzi, pois frutos dignos de arrependimento” e também disse, “o machado já está posto a raiz das arvores, e toda arvore que não der bom fruto será cortada e lançada ao fogo” (Mateus 3.7-10). Não vivemos numa geração de pessoas arrependidas, pelo contrário nem se prega genuinamente o arrependimento.
É claro sabemos que há duas tristezas uma segundo Deus, ou seja, proveniente d'Ele, e outra segundo o mundo, ou seja, proveniente do maligno. A primeira vem com sentimento e consciência de culpa associado a um desejo sincero de melhora e acompanhada de um propósito de mudança, e isso opera vida. A segunda tristeza tem também um sentimento profundo de culpa acompanhado de uma autopenalização, a pessoa não consegue enxergar meios e possibilidades para melhorar, e diferente da outra não procura e nem deseja sinceramente a melhora, pelo contrário acha não ser capaz, e o maligno põem em sua mente que nem é possível, geralmente essa tristeza opera morte (2 Coríntios 7.10). Na Bíblia NVI, sobre essa citação de 1 Coríntios vemos a palavra remorso, que se aplica bem aqui, como eu dizia vivemos numa sociedade de remorsos e não de arrependimento, pois se houvesse arrependimento poderiam e conseguiriam até mesmo mudar aquilo que eles enxergam impossível, mas, o arrependimento sincero não pode vir de um divan a não ser que Jesus estiver lá.
Vendo por esse ângulo, temos uma sociedade altiva, vaidosa, soberba, sem afeição natural, caluniadores, mais amantes (ou amigos) dos prazeres do que de Deus(Romanos 1. 28-32). E na igreja? Como eu dizia não se prega arrependimento, porque para se pregar sobre arrependimento antes precisa tocar na ferida do pecador. E tocar a ferida do pecador, é algo que os lideres não o fazem com medo de que ele não volte. Sabemos que não da para trocar ou fazer um curativo sem tocar na ferida, mesmo que você use uma pinça, ou mesmo que você use gaze, estarás tocando na ferida e isso trazendo a dor. Sem dor não há arrependimento, pois o pecado precisa ser lavado, a ferida precisa ser lavada antes de ser coberta pelo curativo, evitando com isso a infecção, e somente o sangue de Jesus pode lavar a ferida do pecado. Se o pecador não sentir os seus pecados, se seus pecados não o incomodarem ele arranjara um jeito de viver com ele dentro até mesmo da igreja, como existem hoje igrejas para cada tipo de pecado, então a conclusão do pecador é lógica se ele está incomodado o problema é a igreja e não o seu pecado.
Como pregar o arrependimento sem tocar no pecado? Falar sobre arrependimento sem tocar no pecado é o mesmo que construir casas populares para abrigar ricos desabrigados, não é uma incoerência? O rico pode prover moradia para si mesmo. Como esperar mudança do mundo se a igreja e o mundo são uma só carne, ao invés de ser um só no Espírito com Deus (1 Coríntios 5.12-20)? Se pregarmos o pecado assustaremos o mundo, mas, se alguém desejar mudança de vida, ele saberá e estará nítido a todos onde encontrar, ninguém procurara mudança, no espiritismo, nem mesmo no islamismo, mas, sim no Cristianismo. Poque isso estará nítido aos olhos de todos, pois, só onde há arrependimento há mudança, e só por meio quem houver esta mudança encontraremos a transformação de nossa sociedade.
Só o arrependimento promove transformação na sociedade, e transformação digo duma forma leve e natural e ao mesmo tempo radical. Agora a transformação que essa sociedade busca é muitas das vezes forçada, superficial e imperfeita, pois ao invés de sarar abre mais ferida. Pregar contra o pecado não fere, mas, apenas trata daquelas que já foram abertas, para que sarem e não infeccione.

Deus vos guie em tudo

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...