TRADUTOR

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Série Creio 11: Arrebatamento e segunda vinda de Jesus


11. Na Segunda Vinda premilenial de Cristo, em duas fases distintas. Primeira – invisível ao mundo, para arrebatar a sua Igreja fiel da terra, antes da Grande Tribulação; segunda – visível e corporal, com sua Igreja glorificada, para reinar sobre o mundo durante mil anos (1Ts 4.16. 17; 1Co 15.51-54; Ap 20.4; Zc 14.5 e Jd 14).
*Cremos no arrebatamento, como um evento premilenial e pré-tribulacional.
Mateus: 24. 44. Por isso ficai também vós apercebidos; porque numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem. - Bíblia JFA Offline
A hora do arrebatamento é uma hora que não será perceptível, não é marcada por sinais, mas, será instantânea. Embora o relato tanto da vinda do Senhor em Glória, quanto o arrebatamento, sejam narrados por Jesus juntos, cremos todavia que são eventos que se datam em momentos separados, sendo o arrebatamento o primeiro destes.
A parábola do "servo bom e do servo mal" Mateus 24.45 a 51, Lucas 12.35 a 48, deixam claro está grande necessidade de vigilância, pois a hora pode ser a qualquer momento. A parábola também das dez virgens trás consigo está ideia de eminência e necessidade de vigiar em perseverar no caminho ( Mateus 25.1 a 13).
A Bíblia diz que quando o mestre vier, primeiro Ele vai fazer uma separação, ou seja recolhera os  seus remidos dos 4 cantos do mundo, para depois estabelecer seu Reino Milenial aqui na terra. Está abordagem por ser objetiva não fala de um tempo entre ambos. Está é uma conclusão a qual chegamos, após análises de várias passagens que estabelecem está idéia as quais algumas são:
Mateus: 24. 31. E ele enviará os seus anjos com grande clamor de trombeta, os quais lhe ajuntarão os escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.
O versículo que o prescede trás a narrativa da vinda em Glória a qual todo o olho o verá, mas, o texto que mostrarei a baixo trás uma narrativa a qual mostra que o nosso encontro com o Senhor será num momento tão inesperado que não poderá ser previsto. Caso fosse como outras correntes ensinam, durante o momento da "Grande Tribulação", poderíamos prever com precisão, pois serão apenas, 7 anos culminando no fim, com a batalha do Armagedom.
Mateus: 24. 36. Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai. 37. Pois como foi dito nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. 38. Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, 39. e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos; assim será também a vinda do Filho do homem. 40. Então, estando dois homens no campo, será levado um e deixado outro; 41. estando duas mulheres a trabalhar no moinho, será levada uma e deixada a outra. 42. Vigiai, pois, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor; 43. sabei, porém, isto: se o dono da casa soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa. 44. Por isso ficai também vós apercebidos; porque numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem. -
Numa hora em que não penseis. Ou seja, não será perceptível assim, de forma ou do jeito como seria se fosse os sete anos do reinado do Anticristo, mesmo por a descrição de Jesus, mostra pessoas em tranquilidade e trabalhos de uma vida rotineira. Embora nos sete anos as pessoas tentaram levar a vida em tranquilidade, como se nada tivesse acontecido, todavia a descrição em Apocalipse dos sete selos, das sete trombetas, das sete taças da ira de Deus, nos deixa claro que não conseguiram ter ou prosperar diante das muitas e terríveis calamidades que os acometeram.
* Cremos na segunda vinda de Cristo, em Glória a qual, todo o olho o verá.
Mateus: 24. 29. Logo depois da tribulação daqueles dias, escurecerá o sol, e a lua não dará a sua luz; as estrelas cairão do céu e os poderes dos céus serão abalados. 30. Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão vir o Filho do homem sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. -
Vemos aqui nestes versículos que antecede aquele que o citei primeiro, como será a vinda do Senhor, ela será após um período de grande tribulação a qual nunca ouve antes, a qual revelará aos homens a ira justa de Deus.
1 Tessalonicenses: 5. 9. porque Deus não nos destinou para a ira, mas para alcançarmos a salvação por nosso Senhor Jesus Cristo, -
Todo olho humano verá, para Israel este dia será de grande livramento, pois ocorrerá num dia de grande aflição, onde Israel estará sendo cercado de um lado ao outro pelo exército do Anticristo, conforme nós e informado em Apocalipse, na passagem da " mulher é o dragão", no capítulo 12. E também nos é informado pelo versículo de João.
João: 19. 37. Também há outra escritura que diz: Olharão para aquele que traspassaram. - Bíblia JFA Offline
Também todos os olhos das nações o verão, quando se dará a Grande em fama, mas, pequena em duração, batalha do Armagedom, pois Deus consumirá e destruirá todos os seus inimigos com uma precisão e eficácia inimaginável, nem mesmo a ilustração da formiga esmagada debaixo do pé de um menino, poderia se comparar.
Apocalipse: 19. 11. E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava montado nele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga a peleja com justiça. 12. Os seus olhos eram como chama de fogo; sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo. 13. Estava vestido de um manto salpicado de sangue; e o nome pelo qual se chama é o Verbo de Deus. 14. Seguiam-no os exércitos que estão no céu, em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro. 15. Da sua boca saía uma espada afiada, para ferir com ela as nações; ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso. 16. No manto, sobre a sua coxa tem escrito o nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores. 17. E vi um anjo em pé no sol; e clamou com grande voz, dizendo a todas as aves que voavam pelo meio do céu: Vinde, ajuntai-vos para a grande ceia de Deus, 18. para comerdes carnes de reis, carnes de comandantes, carnes de poderosos, carnes de cavalos e dos que neles montavam, sim, carnes de todos os homens, livres e escravos, pequenos e grandes. 19. E vi a besta, e os reis da terra, e os seus exércitos reunidos para fazerem guerra àquele que estava montado no cavalo, e ao seu exército. 20. E a besta foi presa, e com ela o falso profeta que fizera diante dela os sinais com que enganou os que receberam o sinal da besta e os que adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre. 21. E os demais foram mortos pela espada que saía da boca daquele que estava montado no cavalo; e todas as aves se fartaram das carnes deles. - Bíblia JFA Offline

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...