Perfeição sob a ótica divina


Sob a ótica de Deus entendemos que a perfeição não é utopia. A Bíblia sempre nos fala e declara sobre perfeição com a maior naturalidade, mostrando com isso que perfeição para Deus, não é algo impossível para o Homem.
I Coríntios 2.6→Perfeição em unidade.
Filipenses 3.15→Perfeição em comunhão de sentimentos.
Colossenses 4.12→Perfeição na vontade de Deus.
Tiago 1.4→Perfeição em tudo que é essencial a vida cristã.
Mateus 5.48→Perfeitos, como o Pai.
I. Em Mateus 5.48 no Sermão do Monte, Jesus concluiu. Sede vós, pois perfeitos como perfeito o vosso Pai celestial. Se lermos dos versículos 45-48, entenderemos que a perfeição da qual Deus se refere não é uma perfeição sinônima de absoluto do absoluto, mas, sim simplesmente, ser completo. Segundo o texto, o nosso amor não deve ser apenas para um grupo seleto, assim como não devemos saudar apenas um grupo seleto; que para Jesus se você saúda a todos, ama a todos e busca a paz com todos, mesmo que saiba que nem sempre terá êxito, então você (completo).
II. A perfeição do cristão está em fazer da vontade de Deus e é claro, não sabemos toda a vontade de Deus, mas, ser perfeitos(completos) em toda a vontade de Deus a qual já nos foi revelada, por isso Paulo disse em Filipenses 3.16. Mas, naquela medida de perfeição a que já chegamos, nesta prossigamos. Ou seja, existe isso? Medida de perfeição? Se para o mundo perfeição é algo inalcançável, vemos aqui outra concepção para o cristão, de que perfeição é alcançável sim, mas, segunda a graça que nos é dada, segundo as nossas forças, os nossos limites, segundo também aquilo que nos é dado por Deus.
Se não largarmos os conceitos filosóficos, e procurarmos entender a mente com que os escritores sagrados, diziam e expressavam as suas opiniões, jamais poderemos ser coerentes com a palavra de Deus em nossas confissões.
III. Perfeitos em unidade João 17.23. A unidade, como o nome já diz é um, quando Jesus fala sobre unidade ele diz, apenas isso ser um, e quando ele diz de perfeita unidade, ele diz que a união e a comunhão do povo cristão, precisam ser tais, que somente essa palavra possa expressar a cristandade um. Mas como sermos um? Sendo nós vários? Da mesma forma como Cristo é um como o Pai, e como o Espírito Santo, tendo um mesmo coração, um mesmo espírito (mentalidade), unificados de tal forma a sermos um todo, penso eu que a assim como a trindade, podemos sermos nós um. Jesus disse isso: Para que todos sejam assim como Tu, ó Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que Tu me enviaste. (João 17.21). E a presença santa do Espírito Santo em nós garante isso.
Outra, perfeitos como o Pai, e na lei Moisés escreve. Sede santos, por que eu sou santo, aqui Jesus ensina, sede perfeitos, entende? O evangelho trouxe a perfeição, a lei trouxe a utopia. Na lei você sonhava no evangelho você realiza, na lei você estava subjugado pelo pecado, no evangelho ele não terá domínio sobre vós.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Transformados

Muletas da fé

Estudos em PDF