TRADUTOR

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Deus nos prova para que o conheçamos melhor.


A prova também leva-nos a conhecer melhor ao Deus a quem servimos. As vezes temos conhecimento teórico de Deus, seja ele tradicional( pelos nossos pais e parentes e compatriotas), seja ele denominacional( pela nossa denominação ou Deus segundo a visão denominacional a qual pertencemos),seja ele teológico( pela teologia moderna, histórica e tradicional; preconceituosa e esclarecida, seja qual for ela) ou qualquer outro.Todavia Deus nos chama a um conhecimento pessoal e prático com ele, ele quer provar e aprovar ou reprovar a nossa teo-teórica-logia. Mas, para quem?Para nós ou para ele?Certamente que para nós, visto ser ele conhecedor de tudo o quanto o homem diz ou venha a dizer a seu respeito. Há um caso de um homem que defendia a "teologia da prosperidade" o tal fim deste foi a mendicância.
Jó e seus amigos eram adeptos da teologia utilitarista, defendiam que tinha que ser útil, se alguma coisa estava errada era por que estava em pecado, se padecia era por que estava em pecado. Mas, quando veio-lhe a adversidade mudou então o seu parecer, e veio a tomar aulas com o próprio Deus.Por que Deus está a testar o nosso conhecimento a seu respeito.Com o conhecimento pessoal que adquirimos através das provações viemos a por em teste o que pensamos conhecer sobre Deus e na maioria das vezes reprovar.
Feliz daqueles que vem a crescer com a prova. Por que a prova também revela a nossa sinceridade ou hipocrisia, quem é sincero se evidenciara e o hipócrita será desmascarado ou ele há de se arrepender ou se desviar. O provar de Deus revela o que está em oculto.
O provar de Deus nos mostra quem Ele é.Por muitas experiencias seremos confrontados em nossa caminhada ao seu lado, e é neste momento que os aspectos de seu caráter santo se evidenciaram para nós. Pois em meio a dor ele será o Consolador, em meio as nossas incertezas ele demonstrara firmeza, durante as nossa tentações sera conselheiro e compreensivo, em nossa queda mostrara ser justo, mas, disposto a nos erguer. Durante nossa rebeldia, Ele será inflexível, mostrando assim que Ele é sempre fiel (2 Timóteo 2.13), mesmo quando somos infiéis; e que nele a gente pode confiar como diz aquele hino "Jesus, nele a gente pode confiar", e como diz também o Salmo 125.1, que os que confiam nele nunca se abalam.

Nenhum comentário:

Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...